Porsche construiu motor para a Fórmula 1

Texto: Filipe Bragança
Data: 9 Junho, 2019

Emblema de Estugarda ponderava integrar as fileiras da F1 em 2021, mas acabou por não avançar. No entanto, a Porsche já tinha algum do trabalho de casa feito…

Já há alguns anos que tudo apontava para um ingresso do Grupo Volkswagen, na Fórmula 1, através da Porsche, o que significaria o regresso a um campeonato onde está ausente desde 1991 quando forneceu motores à Footwork. Com a mudança das regras da competição, a temporada de 2021 poderia marcar o regresso do emblema de Estugarda à F1, mas esses plano acabaram na gaveta. No entanto, os germânicos tinham já começado a preparar a aventura.

 

De acordo com os jornalistas da AutoSport, em 2017 os alemães começaram a conceber um motor que cumprisse os requisitos da FIA. Para tal, 40 engenheiros que estavam na equipa de desenvolvimento dos LMP1 foi realocada ao projeto deste bloco de seis cilindros, desenvolvido em paralelo com outro V6 para usar no Mundial de Resistência.

 

No entanto a marca recuou nos planos para entrar na F1 e abandonou o WEC, apostando na Fórmula E. Mas, como o trabalho já estava feito, é referida a possibilidade de usar este bloco num superdesportivo. Os germânicos consideravam que este V6, sem o MGU-H de recuperação da energia dos gases de escape usada na F1, poderia ser aplicada num modelo de performance. Mas, apesar do motor ter mesmo sido levado ao banco de testes, não são conhecidos de momento planos para usar este bloco num modelo de produção.

 

Ver também:

Melhores motores de 2019 – Ferrari e Jaguar em destaque
O Porsche 935 recebeu um conjunto de pinturas históricas
Novo Porsche Cayenne S Coupé já disponível para encomenda
Interiores do Porsche Taycan revelados
Porsche voltou a imprimir os manuais antigos

 

Fonte: Autoplus

Partilhar