Publicidade

Já tem data. NIO vai disponibilizar baterias semi-sólidas para mais de 1000 km!

Texto: Francisco Cruz
Data: 2 de Maio, 2024

Promessa já com mais de dois anos, a chinesa NIO acaba de fixar, finalmente, uma data para a disponibilização ao mercado da primeira bateria de estado semi-sólido. Solução que, refere também o fabricante, estará disponível em todos os modelos da marca, ainda que, diga-se, de forma não definitiva…

Sobre esta nova e revolucionária solução, a NIO revela que, embora tendo as mesmas dimensões das restantes baterias da marca, o que deverá permitir que seja instalada em qualquer modelo do fabricante, a densidade de energia desta nova solução é a maior alguma vez disponibilizada num equipamento do género produzido em massa na China – 360 Wh/kg.

Por outro lado e com apenas mais 20 kg que a atual bateria de iões de lítio de 100 kWh da empresa, esta nova bateria de estado semi-sólido vai começar a ser disponibilizada na China já a partir do próximo dia 1 de julho, mas apenas na forma de um aluguer. Não podendo ser adquirida, a título definitivo, pelos clientes.

Assim e segundo avançam os media chineses, todos os proprietários de um veículo NIO equipado com um pack de baterias de 70 kWh ou 75 kWh e que queiram utilizar a nova solução de estado semi-sólido, terão de pagar uma taxa de 150 yuans/dia (19,31€/dia). Enquanto os que possuem um elétrico equipado com bateria de 100 kWh, pagarão ligeiramente menos – 100 yuans/dia (12,88€/dia).

LEIA TAMBÉM
Mais uma! Chineses da Nio vão lançar marca de elétricos Firefly na Europa

Ainda segundo as mesmas fontes, a decisão da NIO de não vender esta nova bateria, não terá a ver com quaisquer questões técnicas, mas com o preço que a solução teria de apresentar, caso fosse comercializada. Com alguns media a falarem, mesmo, num valor equivalente ao preço de um NIO ET5, ou seja, qualquer coisa como 328 000 yuans, mais de 42 mil euros!

Não tendo de comprar, os clientes não deixarão, ainda assim, de poder aproveitar o já prometido elevado alcance desta nova bateria, que, segundo testes recentes realizados em ambiente real, atingirá, na pior das hipóteses, os 1.070 quilómetros, com uma só carga.

De resto, vale a pena também recordar que, na altura do teste, feito com uma berlina ET7, a qual ligou as cidades de Kunming e Zhanjiang, num total de 1.070 km, o veículo em causa transportava 200 kg de carga, além de e ao longo do percurso, ter atingido uma altitude máxima, relativamente ao nível do mar, de 1.875 metros.

Finalmente e no que concerne ao carregamento, a NIO não divulgou ainda qual a velocidade máxima a que a bateria conseguirá carregar, talvez porque o fabricante chinês é um dos ainda poucos que sustentam grande parte da sua aposta, em termos de mobilidade 100% elétrica, na tecnologia de troca rápida de baterias

Algo que, de resto, tem vindo a promover, em conjunto com a venda de veículos elétricos, através de criação de estações específicas de troca deste equipamento, nos mercados onde opera.