Publicidade

Em final de desenvolvimento. Mercedes-AMG ONE estreia-se entre os comuns

Texto: Francisco Cruz
Data: 3 de Maio, 2021

Cada vez mais próximo do lançamento do mercado, o futuro hiperdesportivo da Mercedes-Benz, o Mercedes-AMG One, acaba de entrar na fase final de desenvolvimento, com a realização dos últimos testes, em estrada aberta e entre o comum dos veículos. É caso para dizer: “Calma, coração!…”.

Quase quatro anos após a primeira apresentação deste promissor hiperdesportivo, a anunciar uma potência máxima de 1.014 cv, o Mercedes-AMG One chega, finalmente, às estradas de todos os dias. Ainda em fase de desenvolvimento, é certo, mas, pelos vistos, já com todas as dificuldades relacionadas com a adaptação do sistema de propulsão oriundo da F1, a uma utilização quotidiana, solucionadas.

A captação das primeiras imagem do Mercedes-AMG One a “desfilar” entre os veículos do dia-a-dia, divulgada pelos nossos colegas britânicos da Autocar e que nós respeitosamente aqui reproduzimos, surge depois da própria AMG ter divulgado um novo vídeo sobre este ‘Project One’, mas em pista. Ambiente, claramente, preferencial, para um modelo com genes oriundos da competição.

Neste vídeo, a marca confirma, ainda, a substituição da já conhecida denominação EQ Power+, utilizada nos híbridos da marca da estrela, por uma nova designação – ‘E Performance’.

LEIA TAMBÉM
Anunciado como sem rival. Mercedes-AMG revela novo video do hipercarro One

Recorde-se que o Mercedes-AMG One recorre a uma versão adaptada do V6 1.6 litros híbrido utilizado nos monolugares de Fórmula 1 da Mercedes, mas que acabou tendo de sofrer um profundo trabalho de engenharia, para conseguir cumprir as exigências em termos de emissões WLTP. Nomeadamente, recorrendo a um filtro de partículas capaz de não prejudicar o desempenho.

Dificuldades, também, em conseguir manter o sistema de propulsão a funcionar, quando em marcha lenta, num regime mais baixo do que as 5.000 rpm que são as especificações no monolugar de corrida. Sendo que, como meta, para os engenheiros, foi estipulada a capacidade da unidade funcionar correctamente, a apenas 1.200 rpm, desafio qualificado, logo à partida, como “tremendo”.

O Mercedes-AMG One, ainda de camuflado. Foto: Autocar

Igualmente entre os objectivos definidos, a capacidade do motor entregar a potência “de forma perfeita, em termos de utilização diária”, tornando-se também capaz de funcionar, em modo exclusivamente elétrico, durante um máximo de 25 quilómetros. Estando, ainda, por apurar se o carro será capaz de atingir a desejada velocidade máxima acima dos 350 km/h, assim como ir dos o aos 200 km/h em 6 segundos.

Quanto à estética e embora ainda de camuflado, as imagens agora divulgadas confirmam que a versão de produção manterá grande parte das soluções de design exibidas no concept. Com as maiores novidades a surgirem no pacote aerodinâmico, o qual, ainda assim, não deverá estar completamente definido.

O Mercedes-AMG One parece querer manter o design desvendado com o concept. Foto: Autocar

Embora muitos detalhes relacionados com este Mercedes-AMG One continuem no segredo dos deuses, os clientes que já reservaram uma das 257 unidades terá sido informados, segundo a Autocar, de que poderão receber o seu carro novo “durante o ano de 2021”. Informação que vem confirmar que, o promissor hiperdesportivo da marca da estrela, cujo preço ronda os 2,27 milhões de euros, está mais perto do que nunca…