Publicidade

Encomendado por Khaddafi. Exclusivo Maybach 57S Coupe à venda por um milhão

Texto: Carlos Moura
Data: 1 de Fevereiro, 2021

O carroçador Xenetec transformou um Maybach 57S sedan com motor V12 num coupé, e que está à venda por quase um milhão de euros. Curioso? Não tanto quanto o facto de ter sido encomendado por Mohammar Khaddafi.  

As tentativas da Daimler de ressuscitar a marca de luxo Maybach não tem corrido particularmente bem. Entre 2002 e 2012, voltou ao mercado como uma insígnia independente, mas as vendas nunca corresponderam às expectativas da administração do construtor de Estugarda.

Mesmo assim houve um carroçador que viu uma oportunidade de negócio ao transformar o sedan num coupé. 

Quando a Xenetec lançou o seu modelo de duas portas baseado no Maybach de 2010 prometeu que o número de conversões seria limitado a cem veículos. Tudo leva a crer que o otimismo era demasiado elevado porque apenas dez sedan terão sido transformados em coupé. Um deles apareceu recentemente à venda. 

Encomendado numa questionável pintura de duas cores bege / creme pelo polémico presidente líbio Mohammar Khaddafi em 2010, o automóvel acabaria por nunca ser entregue devido à quebra do regime daquele país no final desse ano.

LEIA TAMBÉM
Rock ’n’ Roll baby! – Mercedes-Maybach S600

O concessionário holandês Autoleitner aproveitou a oportunidade para o vender, argumentando que se trata de Maybach modificado com a mais baixa quilometragem de sempre.

O conta-quilómetros marca apenas 2300 quilómetros e a sua condição parece ser imaculada. Como é baseado no sedan topo de gama, a lista de equipamento é verdadeiramente impressionante e inclui quase tudo o que estava disponível há dez anos. Desde portas que fecham suavemente e vidros fumados duplos a encostos de cabeça e um frigorífico, o carro tem tudo.

Transformado a partir da versão S, este automóvel está equipado com o potente motor biturbo V12 de 6,0 litros com 640 cv e 1000 Nm de binário. O preço pedido por este veículo também está à altura do seu motor: 961.950 euros.