Publicidade

Material cancerígeno pode motivar recall dos elétricos VW

Texto: Miguel Policarpo
Data: 13 de Agosto, 2018

Os elétricos da Volkswagen poderão ser chamados às oficinas, dependendo da decisão da entidade rodoviária alemã KBA. Em causa está a utilização de cádmio, material cancerígeno, nos carregadores dos automóveis.

O polémico caso no seio do Grupo Volkswagen conhecido por “Dieselgate” continua a fazer correr tinta na imprensa, com o consórcio a enfrentar consequências. Agora, são os elétricos da Volkswagen no tema dia. O semanário alemão Wirtschaftswoche reporta que o uso do metal cádmio pode obrigar ao recall de 124.000 carros elétricos e híbridos plug-in. Este material é utilizado nos carregadores das viaturas.

Cada carregador contém 0,008g de cádmio, pelo que um dos principais problemas reside no impacto ambiental que o material poderá ter no fim de vida dos automóveis. O consórcio esclareceu à referida publicação que o componente em questão se encontra “instalado num alojamento sólido dentro do carregador, que, por sua vez, é selado”. A chamada à oficina das viaturas fica pendente da decisão da entidade rodoviária alemã KBA, que manifesta preocupação perante o “potencial incumprimento da legislação europeia sobre veículos em fim de vida”.

Entretanto, o Grupo Volkswagen garantiu que deixou de utilizar este material, substituindo-o por um alternativo proveniente de outro fornecedor.