Publicidade

Koenigsegg podia ter feito o recorde de Nurburgring…

Texto: Nuno Fatela
Data: 14 de Março, 2017

…se não tivesse tido aquele famoso acidente durante a sua tentativa.

 

Christian Von Koenigsegg, o proprietário da marca sueca de superdesportivos que tem causado imensas dores de cabeça às principais referências nesta área do mundo automóvel, confirmou que hoje em dia o recorde de Nurburgring poderia estar na sua posse. O atual tempo mais rápido pertence ao novo Lamborghini Huracan Performante, que completou o mítico “Inferno Verde” em 6 minutos e 52 segundos, mas segundo o líder da Koenigsegg, o superdesportivo One:1 poderia ter sido consideravelmente mais veloz. “Durante as voltas de preparação com o One:1 estivemos sempre abaixo dos sete minutos. Verdade. E eram voltas de lazer. Todos os que o conduziram o disseram que, se fossemos ao máximo, este era para carro para [uma volta em] 6 minutos e 40segundos. Depois tivemos aquela estúpida falha de ABS e nunca pudemos comprovar”, disse Christian Von Koenigsegg, explicando o acidente que causou fortes danos no One:1 em Nurburgring.

 

E o dono da marca sueca que se dedica ao fantástico mundo dos superdesportivos até confidenciou que o modelo nem ia na potência máxima durante esta fase de aquecimento. “As voltas de preparação nem foram feitas com a potência máxima, foi limitada a 900CV, que são menos 460CV. Mas isso são apenas três a quatro segundos por volta”. O responsável máximo do fabricante nórdico refere ainda que será difícil efetuar uma nova tentativa, dada a escassa produção deste desportivo com uma relação perfeita entre peso e potência de 1CV por cada kg (1360CV:1360kg). “O tempo vai passando. O One:1 pertencia a um grande amigo meu e agora estamos a repará-lo para ele. Tenho de lhe perguntar”. Esperemos que a resposta seja positiva…