Mobieco

Publicidade

Para 2022. Hyundai revela dados sobre sedan Ioniq 6 e crossover Ioniq 7

Texto: Francisco Cruz
Data: 25 de Maio, 2021

De forma inesperada e aproveitando o lançamento do Ioniq 5 no mercado norte-americano, a Hyundai deu a conhecer alguns detalhes sobre os futuros modelos 100% elétricos da família Ioniq, Ioniq 6 e Ioniq 7. Nomeadamente, o tipo de motorizações, potências, autonomias e até data prevista de chegada.

Prometendo que “há muito mais por vir”, os responsáveis da Hyundai no mercado norte-americano começaram por revelar, desde logo, que a berlina Ioniq 6 chegará em 2022, com a ambição declarada de se tornar um “segundo líder em termos de volume de vendas”, além de com a missão de substituir o Ioniq original.

Antecipado pelo concept Prophet, o Ioniq 6 é apresentado como um sedan médio de ambições premium, a rivalizar, em termos de dimensões, com o Hyundai Sonata. Embora e no caso do modelo mais recente, baseado na nova plataforma para veículos elétricos e-GMP, a que acresce um pack de baterias de 73 kWh, assim como uma de duas motorizações… elétricas.

Primeiro modelo da nova família 100% elétrica da HYundai, o Ioniq 5 terá, nos próximos anos, vários “irmãos”

Como proposta de entrada, um sistema de propulsão a prometer 218 cv de potência, ao passo que, a segunda, composta por dois motores elétricos, a anunciar uma potência máxima de 313 cv. Ambas, a prometerem uma autonomia exclusivamente elétrica acima dos 483 km.

Entretanto e já em 2024, a Hyundai promete lançar o modelo Ioniq mais vocacionado para a família, o Ioniq 7. Um crossover de dimensões generosas, com três filas de bancos e configurações interiores que podem variar entre os seis e os sete lugares.

LEIA TAMBÉM
Em menos de um mês. Hyundai Ioniq 5 já conta mais de meia centena de vendas

Vincando, desde já, que a tracção integral será uma solução opcional, a marca sul-coreana revelou que, ainda, assim, o Ioniq 7 será uma proposta com dois motores elétricos e a proporcionar uma potência máxima combinada de 313 cv. Isto, ao mesmo tempo que oferecerá uma autonomia elétrica acima dos 438 quilómetros, graças à adopção de um pack de baterias de 100 kWh.