Mobieco

Publicidade

A começar num crossover. General Motors vai produzir dois EV para a Honda

Texto: Francisco Cruz
Data: 6 de Janeiro, 2021

Depois de ter apresentado, durante o último salão Auto China 2020, um estudo para um crossover elétrico, a Honda prepara-se agora para dar continuidade ao projecto, concebendo aquele que será o modelo de produção. E que, revelam as últimas informações, poderá vir a ser produzido pela norte-americana General Motors.

A informação está a ser avançada pela Automotive News, revelando que a General Motors (GM) tem previsto produzir dois modelos elétricos Honda, ao longo desta década. Montagem que deverá arrancar em 2023.

Ainda de acordo com a mesma publicação, estes dois novos modelos serão produzidos na fábrica da GM em Ramos Arizpe, no México, onde o construtor norte-americano já fabrica os Chevrolet Blazer e Equinox.

O Honda SUV e:concept deverá dar origem ao primeiro crossover elétrico da marca nipónica

Citando fontes não-identificadas, a Automotive News garante, ainda, que será a GM a produzir um modelo Acura – a marca de luxo da Honda – equipado com bateria, na mesma linha de montagem do futuro Cadillac Lyriq, no Tennessee, EUA.

LEIA TAMBÉM
General Motors anuncia baterias com autonomia de 724 quilómetros

Esta última proposta, deverá iniciar produção apenas em 2024, revelaram ainda fontes que, diz a publicação, “pediram para não ser identificadas, uma vez que se trata de futuros planos de produção”.

Quanto aos dois EVs a comercializar com o emblema da Honda, entre os quais está o crossover, não só deverão exibir, tal como o próprio Acura, dimensões semelhantes ao do Lyriq, como utilizarão as mesmas baterias de lítio desenvolvidas pela General Motors e que deverão entrar em comercialização com a chegada ao mercado do primeiro veículo elétrico da Cadillac.

O crossover elétrico da Honda deverá sair da linha de montagem da General Motors onde já é produzido o Chevrolet Blazer

Contactados pela Automotive News, ambas as companhias recusaram já fazer qualquer comentário sobre o assunto, com a Honda a prometer, apenas, que “mais informações sobre a nossa estratégia elétrica para o mercado norte-americano, lá mais para o final deste ano”.

Recorde-se que, em setembro último, a Honda e a General Motors anunciaram a decisão de expandir a sua aliança para a América do Norte, visando, entre outros aspectos, a partilha, no futuro, de plataformas e tecnologias.