Ford Focus RS X-Tomi Design

Publicidade

Ford Focus RS morreu antes de nascer. Emissões e vendas são os culpados

Texto: Redação
Data: 16 de Abril, 2020

Eis uma daquelas notícias que, sinceramente, não gostaríamos de dar: ansiosamente aguardada na Europa, a futura geração RS do novo Ford Focus, morreu ainda antes de nascer.

A notícia foi avançada pela publicação francesa Caradisiac, que aponta o dedo, não apenas a cada vez mais restritiva regulamentação anti-emissões que a União Europeia tem vindo a adoptar, mas também às intenções da Ford de cortar no número de modelos comercializados do lado de cá do Oceano Atlântico. E uma vez que o modelo já não é comercializado nos EUA há alguns anos…

LEIA TAMBÉM
Próximo Focus RS pode ser híbrido

Recorde-se que, ainda antes desta notícia, corriam já os rumores de que a quarta geração do rival do Volkswagen Golf R só desembarcaria na Europa, caso pudesse contar com um sistema de propulsão eletrificado, capaz de respeitar a meta das 95 g/km de CO2 imposta pela União Europeia, já para o próximo ano. Algo que, a fazer fé na notícia agora divulgada pelos nossos companheiros da Caradisiac, que inclusivamente citam fontes dentro da própria Ford, não terá sido possível.

De resto e segundo as mesmas fontes, o desenvolvimento de um motor de combustão a gasolina, com componente elétrica, capaz de fazer médias na ordem dos 4,1 l/100 km (conforme estipula a UE), e ainda por cima ser capaz de debitar uma potência a rondar os 400 cv, seria algo de extremamente caro. Além de, contrário à política de corte de custos que a marca da oval tem vindo a defender, para a Europa.

Infelizmente, parece que a terceira geração do Ford Focus RS, não terá sucessor na Europa
Infelizmente, parece que a terceira geração do Ford Focus RS, não terá sucessor na Europa

Ford Europe em processo de emagrecimento

Em junho de 2019, a Ford Europe anunciou um novo plano estratégico, centrado não somente na redução, de 24 para 18, do número de fábricas no Velho Continente, até ao final de 2020, e que permitirá reduzir, igualmente e em cerca de 20%, o número de trabalhadores.

A par deste fecho, o plano prevê ainda o fim de vários modelos com fraca prestação comercial, como é o caso dos monovolumes C-Max e Grand C-Max, ou ainda do citadino Ka+. Sendo que, o próprio Focus RS, a ser comercializado, cairia igualmente neste lote de modelos com pouca expressão, em termos de vendas…

LEIA TAMBÉM
Novo Ford Focus ST e RS imaginado. Aprova?

Assim, resta-nos o Focus ST, espécie de aproximação (visual) ao RS, e com a aliciante extra – para a Ford, pelo menos… – de ser proposto com ambas as carroçarias (hatchback e carrinha), motorizações a gasolina e Diesel, e transmissões manuais e automáticas. Opções que, sem dúvida, ajudam a garantir-lhe uma outra prestação comercial…