Mobieco

Publicidade

Conheça a fábrica de Colónia onde a Ford produz o novo Explorer

Texto: Carlos Moura
Data: 4 de Junho, 2024

A Ford vai produzir na fábrica de Colónia o seu primeiro veículo elétrico na Europa, o Explorer, a que se juntará, mais para o final do ano, um crossover desportivo.

Mais de 15 meses após a revelação oficial do seu primeiro SUV elétrico desenvolvido com base na plataforma MEB fornecida pela Volkswagen, a Ford anuncia o início da produção do novo Explorer na fábrica de Colónia, na Alemanha.

O Explorer é produzido no Centro de Veículos Elétricos de Colónia, que está localizado numa unidade industrial inaugurada em 1930, de onde saíram mais de 18 milhões de veículos, incluindo o Model A, o Taunus, o Capri, o Granada e o Fiesta.

Para o efeito, a Ford investiu mais de dois mil milhões de dólares na modernização daquelas instalações para garantir a produção de veículos elétricos de alta qualidade.

Além do novo Explorer, o Centro de Veículos Elétricos da Ford Colónia irá produzir um segundo modelo, a partir do final deste ano, tendo a marca já avançado que se trata de um crossover desportivo, o qual ser revelado em breve.

Quanto ao novo Ford Explorer, este combina a engenharia alemã, um design americano e um elevado nível de equipamento. Este SUV elétrico será proposto em configurações de um ou dois motores elétricos, sendo anunciada uma autonomia de até 600 quilómetros com um único carregamento.

“Gémeo digital”

O Centro de Veículos Elétricos da Ford Colónia recebeu avançada tecnologia de Inteligência artificial e conta com centenas de robots de última geração, cuidadosamente coreografados, que irão fornecer uma nova geração de veículos elétricos de alta qualidade a clientes Ford na Europa. O “gémeo digital” da fábrica monitoriza e apoia os operadores da linha de produção para garantir os mais elevados padrões de qualidade.

A fábrica dispõe de um centro de controlo que monitoriza todo o processo de montagem em tempo real, até às próprias quantidades de cada peça individual, em cada estação de trabalho. 

O “gémeo digital” da fábrica é apresentado através de um ecrã tátil gigante que contém todas as estações de trabalho com informações sobre ferramentas, entrega de material, segurança no trabalho e muito mais. Com pequenos ecrãs tácteis, os funcionários da linha fornecem mais informações sobre o estado do seu posto de trabalho.

A fábrica de montagem de Colónia passou a ser uma das eficientes da Ford a nível global, apoiada por reduções significativas em termos emissões, de utilização de água e de consumo de energia. 

Neutralidade carbónica é objetivo

A Ford está a trabalhar para conseguir atingir a neutralidade de carbono nesta fábrica. Com a produção já em curso, os dados das emissões de gases com efeito de estufa (GEE) são monitorizados e registados para certificação independente, de acordo com as mais recentes normas internacionais. 

No âmbito desta trajetória de neutralidade carbónica, a Ford irá melhorar, continuamente, a eficiência de carbono e reduzir as emissões de GEE para um nível residual.

LEIA TAMBÉM
Ford vai produzir 250.000 veículos elétricos por ano em Colónia

Além das iniciativas que reduzem as emissões, a utilização de água e o consumo de energia, toda a eletricidade e gás natural necessários para o funcionamento da fábrica são 100 por cento certificados como eletricidade renovável e biometano.

O objetivo da Ford é alcançar até 2035 a neutralidade carbónica em toda a sua pegada de produção europeia de instalações, logística e fornecedores diretos.