Ferrari Roma

Publicidade

Sucede ao Portofino. Roma Spider vai passar a ser o cabrio de entrada na Ferrari

Texto: Carlos Moura
Data: 12 de Setembro, 2022

A entrada de gama nos descapotáveis da Ferrari vai passar o Roma Spider, a lançar em 2023. Primeiras unidades camufladas já foram “apanhadas” em testes de estrada.

A Ferrari deverá estar a concluir as últimas fases de desenvolvimento do descapotável Roma Spider, que aparentemente não terá muitas alterações face ao coupé, com exceção das óbvias relativas à nova linha do tejadilho e uma secção traseira mais pronunciada para acomodar a capota.

Por baixo da carroçaria também não existem muitas mudanças. Isso significa que o Roma Spider vai utilizar o mesmo bloco V8 biturbo de 3,9 litros com 620 cv de potência e 760 Nm de binário, associado a uma caixa de dupla embraiagem de oito velocidades.

A oferta do Ferrari Roma vai ser reforçada com uma versão descapotável que se irá juntar ao coupé

Todavia, as prestações e o comportamento dinâmico não deverão ser semelhantes aos do coupé devido ao aumento de peso provocado de mecanismo de abertura e fecho da capota, além dos reforços adicionais no chassis. Isto é obrigatório para compensar a perda de rigidez inerente aos descapotáveis.

A penalização de peso pode ser maior se os responsáveis da Ferrari optarem por uma capota rígida em vez de uma flexível em lona, como sucede no Portofino e no California.

LEIA TAMBÉM
Esta é a chave do Ferrari Roma

Na verdade, o Portofino é apontado como um dos modelos menos sofisticados em termos dinâmicos da Ferrari dos últimos tempos, embora a versão revista Portofino M apresentasse melhorias consideráveis. 

O Roma é atualmente um dos melhores grand tourers da atualidade, estando disponível com um preço acima de 200 mil euros. A nova versão descapotável terá um custo mais levado, mas, mesmo assim, poderá canabilizar as vendas do mais caro Portofino M.