Ferrari chama 2500 carros às oficinas

Texto: Nuno Fatela
Data: 18 Março, 2019

O problema foi detetado nos desportivos enviados para o mercado norte-americano e pode até originar incêndios. Entre os modelos afetados pelo recall da Ferrari está o exclusivo LaFerrari Aperta

Bem sabemos que os Ferrrari “são brasa”, mas nos Estados Unidos esta expressão vai um pouco além do esperado. O motivo é a existência de uma falha com a separação dos gases de combustível, uma situação que potencia a ocorrência de incêndios em diversos modelos. São mais de 2000 veículos afetados por esta situação, que coloca em perigo os 488 GTB e Spider (18-19), 812 Superfast (18-19), GTC 4 Lusso (18-19) e o exclusivo LaFerrari Aperta. Após o problema ter sido detetado, ele foi já corrigido nas linhas de produção, mas isso não evitou a necessidade de chamar às oficinas todos estes automóveis.

 

Como se esta situação não fosse já suficiente para o Cavallino Rampante, as autoridades norte-americanas lançaram ainda outro alerta relativo aos GTC 4 Lusso e 4Lusso T, por um defeito nas portas que impossibilita a abertura das portas com o puxador do lado de fora. Apesar da chatice de ter de ir aos serviços da marca, apesar de tudo estes clientes podem ficar muito mais descansados. Pelo menos o seu Ferrari não corre o risco de pegar fogo…

 

Veja também:

Os cinco carros novos mais caros do mundo
Novo Ferrari F8 Tributo já tem vídeos oficiais
Livro raro da Ferrari exposto em Portugal
As barchettas modernas do Cavallino mostram-se em vídeo

 

Fonte: CarScoops