Este é o próximo Skoda, e vai ter rivais de peso…

Texto: Nuno Fatela
Data: 15 Outubro, 2018

Foi revelado o nome do novo modelo da Skoda, o Scala, que vai entrar na luta do segmento C contra adversários como o Focus e o Golf.

A Skoda confirmou que se prepara para lançar um novo compacto, revelando o nome desta nova aposta que chega no final do ano. O próximo Skoda será designado ‘Scala’, uma palavra latina que é facilmente traduzível para português, significando escadas ou escadote. Este automóvel destinado ao segmento dos compactos ficará também responsável por duas estreias no fabricante checo. No que se refere à arquitetura, será o primeiro Skoda a usar a nova plataforma MQB AO, e em termos estéticos temos a substituição do símbolo pelo nome da marca no portão da mala.

 

O que já sabemos sobre o Scala…

O CEO da marca, Bernhard Maier, afirma que este próximo Skoda “representa um desenvolvimento totalmente de origem, que estabelece padrões em termos de conetividade, segurança e design no seu segmento”. Por isso, ele representa a ambição da marca em concorrer de forma mais direta com os ‘tubarões’ do segmento C, tendo entre os rivais modelos de renome como o Golf, Astra, Focus, Mégane e 308.

Em termos estéticos, a grande fonte de inspiração deve ser o novo concept Vision RS que esteve no Salão de Paris, num modelo que, graças ao uso da plataforma já implementada em modelos como o T-Roc, pretende combinar dimensões exteriores compactas com grande habitabilidade. E a bordo vai-se encontrar o novo infotainment do fabricante do leste da Europa, que posteriormente será expandido para as restantes propostas da Skoda. Falando de tecnologias, surge também a promessa de trazer para o segmento novas assistências de segurança.

 

Em termos de motores, podemos esperar que a oferta se foque nos blocos a gasolina. Especialmente na gama de tricilíndricos turbo, com potências entre 90cv e 115cv, mas também com os propulsores de quatro cilindros de 150cv. Além disso, também vão existir propostas Diesel na gama.

Ainda por saber está a possibilidade de surgirem versões eletrificadas, com informações diversas a circularem. Caso se confirme esta aposta, a marca pode optar pela configuração do Vision RS, um híbrido de Plug-In com 70km de autonomia elétrica. Mas também é possível que esta variante ecológica não venha a surgir, caso a marca considere que os preços seriam demasiado elevados para o segmento onde este próximo Skoda se insere.

 

Fonte: Skoda, AutoExpress e Autocar

Partilhar