Elétricos, híbridos e novos mercados na mira da Jeep

Texto: Miguel Policarpo
Data: 1 Junho, 2018

Já são conhecidos os planos da Jeep para os próximos quatro anos. Até 2022, o fabricante espera lançar dois novos modelos por ano, híbridos plug-in, versões 100% elétricas de alguns modelos e ainda explorar três novos mercados.

Acompanhando as restantes marcas do Grupo FCA, designadamente a Alfa Romeo e a Maserati, a Jeep deu a conhecer os seus planos para o futuro, traçando uma estratégia até 2022 que passa por disponibilizar quatro modelos totalmente elétricos, pela oferta de dez híbridos plug-in, e pelo lançamento de dois automóveis por ano. O desenvolvimento da tecnologia de condução autónoma de nível dois e a entrada em três novos mercados integram ainda os planos da Jeep, bem como o abandono dos motores Diesel.

Os planos prevêem o lançamento de dois automóveis por ano até 2022.
Nestes incluem-se três novos modelos que explorarão novos mercados para a marca
Novos modelos
Em 2019 será lançada uma nova pick-up, seguindo-se um SUV compacto urbano abaixo do Renegade, e depois um novo SUV de três filas de bancos - este último exclusivo para o mercado da Índia
Regresso de um símbolo
Regressa o Grand Wagoneer. Serão lançados os novos Cherokee e Renegade e o Compass será renovado
Os nomes Trailhawk e Trackhawk também recebem novidades
A estratégia recai sobre 10 híbridos plug-in e quatro automóveis 100% elétricos chegarão até 2022
Também a Jeep segue à boleia da estratégia do Grupo FCA de abandono ao Diesel
Inclusão de sistemas de condução autónoma de nível 3
Aponta a marca para vendas anuais na ordem das 1.9 milhões de unidades
Com especial foco no mercado chinês

 

Partilhar