Mobieco

Diesel em queda acentuada na Europa

Texto: Nuno Fatela
Data: 30 Janeiro, 2019

Com quase 20% de quebra na procura por estes motores em todo o continente, a quota de mercado dos Diesel é a mais baixa desde 2001

Os resultados do mercado europeu apresentados pela Jato Dynamics mostram que os registos de vendas se mantiveram estáveis em comparação a 2017. Embora o resultado do último ano seja o melhor desde 2007, os 15,6 milhões de automóveis comercializados significam um aumento de praticamente 0%, dada o crescimento das vendas em somente 346 unidades. Mas é evidente a mudança na procura de motorizações por parte dos clientes.


Procura dos Diesel também em queda em Portugal


Os Diesel estão em queda acentuada, descendo 20% na procura. A sua quota de mercado, que passou de 44% no período homólogo para 36% em 2018 (o valor mais baixo desde 2001), significa um total de vendas cifrado em 5,59 milhões de automóveis. Este resultado significa também uma descida de 19% na quota de mercado em comparação ao recorde estabelecido em 2011.


Mercado automóvel cresce 2,8%


Isto cava um fosso maior para o mercado de automóveis a gasolina, que foi procurado por mais um milhão de consumidores, e atinge agora uma quota de mercado de 57% (+7%). Também as motorizações alternativas ganham volume, aumentando 200.000 unidades, para as 944.800 vendas. O que representa um salto na quota de mercado dos 4,8% em 2017 para os 6,1% no último ano. Daqui resultado também um crescimento superior a 1000% comparativamente à quota de mercado de 0,5% há uma década. Embora os veículos elétricos cresçam 47%, para 195.300 veículos transacionados, os híbridos continuam a ter muito maior expressão no mercado, representando perto de  750.000 unidades comercializadas.

 

Fonte: Jato Dynamics

Partilhar