Publicidade

Camiões elétricos. Volvo Trucks liderou na Europa em 2021

Texto: Carlos Moura
Data: 11 de Março, 2022

A Volvo Trucks foi a marca que mais camiões elétricos comercializou no mercado europeu em 2021, com uma taxa de penetração de 42% das 346 unidades matriculadas no ano passado. Mas já recebeu encomendas para 1100 unidades. 

As estatísticas do grupo de análise de mercado IHS Markit revelam que, durante 2021, foram registados 346 camiões elétricos no total (≥ 16 toneladas) na Europa – um aumento de 193% quando comparado com 2020. Os países da Europa com mais camiões elétricos registados (≥16 toneladas) são a Suíça, a Noruega, a Suécia e os Países Baixos.

A Volvo Trucks alcançou uma taxa de penetração de 42%. “Estamos determinados em promover a revolução dos camiões elétricos e a nossa posição de liderança no mercado na Europa é a prova de que o estamos a fazer. Mesmo que os volumes ainda sejam baixos, vemos um rápido crescimento do interesse, tanto na Europa, na América do Norte como noutras partes do mundo”, afirma Roger Alm, Presidente da Volvo Trucks.

Volvo FL Electric

O responsável da marca sueca refere que no ano passado foram recebidas encomendas,  incluindo cartas de intenção de compra, para mais de 1100 camiões de mais de 20 países. 

“Estou convencido de que oferecer veículos de transporte elétricos com zero emissões, se está a tornar numa importante vantagem competitiva”, acrescenta o presidente da Volvo Trucks.

Oferta completa a bateria

O construtor de Gotemburgo iniciou a produção em série de camiões elétricos em 2019, com os modelos Volvo FL Electric e Volvo FE Electric, tendo sido pioneira entre as marcas de pesados. Para o outono deste ano está prevista a produção das versões elétricas a bateria do Volvo FH, Volvo FM e Volvo FMX. A partir dessa altura, a Volvo terá a gama de camiões elétricos mais completa do mercado.

LEIA TAMBÉM
Auto Sueco apresentou Volvo FL Electric em Portugal

A Volvo Trucks já entregou camiões elétricos a uma vasta gama de clientes na Europa, América do Norte e Austrália. O objetivo da empresa é que metade das suas vendas totais de camiões seja elétrica até 2030.

“Claramente, estes números mostram que estamos a começar muito bem as vendas. Com a linha mais ampla de camiões elétricos, será possível eletrificar quase metade dos transportes rodoviários pesados. Esta proporção irá crescer à medida que a distância que os camiões elétricos podem percorrer aumenta e as infraestruturas de carregamento para camiões pesados se desenvolva”, afirma Roger Alm.