Bugatti Veyron

Publicidade

Bugatti. Chefe de design revela os seus seis Veyron favoritos

Texto: Carlos Moura
Data: 27 de Junho, 2020

Difícil tarefa do responsável máximo de design da Bugatti que teve escolher as suas seis versões preferidas do modelo super-desportivo Veyron. Na verdade, poucos se podem ‘queixar’ de ter de fazer esta escolha.

Achim Anscheidt possui um palmarés invejável no design automóvel. Tudo começou com a formação académica nesta área na Escola de Arte em Pforzheim e depois no Art Center College of Design em Pasadena (Estados Unidos).

Após a conclusão dos estudos iniciou a sua carreira na Porsche em 1993. Três anos depois mudava para o Grupo Volkswagen. Em 2004 assumiu o cargo de responsável de design da Bugatti.

Achim Anscheidt, responsável de design da Bugatti

Sob o seu consulado já viram a luz do dia várias variantes do sempre espetacular Veyron, o primeiro hipercarro da era moderna, o recordista mundial de velocidade e um ícone do design automóvel.

LEIA TAMBÉM
Bugatti bate recorde mundial de velocidade – c/ vídeo

Quando começou a ser produzido há 15 anos, o Bugatti entrou para a história: o Veyron 16.4 desenvolve uma potência de 1001 cv, alcança uma velocidade de 407 km/h e acelera dos 0 aos 100 km/h em 2,5 segundos.

Ao longo de dez anos foram produzidas 450 unidades do Veyron 16.4 na cidade francesa de Molsheim – 300 unidades do coupé e 150 do roadster – incluindo modelos edições especiais. O responsável de design da Bugatti revela os seus seis preferidos, mas acreditamos que a escolha não deve ter sido fácil.

Veyron 16.4 Pur Sang (2007)

“Recordar o Veyron Pur Sang é como lembrarmo-nos do nosso primeiro filho. Nunca esquecemos um evento tão emocional. É difícil apagar essa memória”, afirmou Achim Anscheidt.

Interior do Veyron Pur Sang
Interior do Veyron Pur Sang

O Veyron Pur Sang representou o início de uma série de edições especiais da gama da Bugatti e dos programas de customização. Só foram produzidas cinco unidades do Pur Sang que foram vendidas no espaço de 45 minutos durante o Salão Automóvel de Frankfurt!

O contraste entre o carbono e o alumínio fazem a diferença no Pur Sang e, na altura, foi uma estreia na engenharia automóvel.

Veyron 16.4 Super Sport (2010)

“Foi a primeira vez que nós no departamento de design aplicamos tão sistematicamente o conceito “a forma segue a performance”, explica Achim Anscheidt.

Bugatti Veyron 16.4 Super Sport
Bugatti Veyron 16.4 Super Sport

Como o super carro mais rápido de produção do mundo, a inclusão do Veyron 16.4 Super Sport não é propriamente uma grande surpresa.

Uma curiosidade revelada pela Bugatti: os detalhes do tecto do Veyron 16.4 Super Sport eram inspirados no Bugatti EB 110 SS da década de ’90.

Veyron 16.4 Grand Sport L´Or Blanc (2011)

Construído em porcelana de alta qualidade por dentro e por fora, o Veyron 16.4 Grand Sport L‘Or Blanc pertence a classe à parte.

Veyron transformado em obra de arte
Veyron transformado em obra de arte

A decoração abstracta da sua carroçaria conjuga-se na perfeição com o objetivo principal para este veículo – um carro-arte.

Veyron 16.6 Grand Sport Vitesse (2012)

Até hoje é o único conversível da Bugatti. O Veyron 16.4 Grand Sport Vitesse bateu um novo recorde de velocidade para carros desportivos conversíveis ao atingir 408,84 km/h.

Veyron também recebeu uma versão descapotável
Veyron também recebeu uma versão descapotável

Mas não é isso que especial do Grand Sport Vitesse para Achim Anscheidt.

“O que torna o Grand Sport Vitesse tão especial para mim? Inicialmente, nós, designers, fomos criticados pelo facto do Roadster não ter um aspeto tão potente como um roadster”, explica. “Mas os nossos clientes apreciam o facto de parecer um coupé quando o tecto está fechado. E quando está aberto conseguem desfrutar da sensação ímpar de um roadster”.

Veyron Grand Sport Venet (2012)

O Veyron Grand Sport Venet foi outro carro-arte, que resultou de uma colaboração com o artista e escultor francês Bernar Venet.

“Desenvolver um carro com um artista famoso que não está minimamente ligado com o design automóvel pode ser um empreendimento traiçoeiro. Com Bernar Venet, foi um processo criativo do princípio ao fim. Foi fascinante e impressionante poder testemunhar como ele trabalha e como cria esculturas em grande escala. Trabalhamos proximamente e acabamos por criar algo que verdadeiramente difícil de comparar”, refere Achim Anscheidt.

O Veyron Grand Sport Venet resultou de uma parceria com um escultor francês
O Veyron Grand Sport Venet resultou de uma parceria com um escultor francês

“Les Légendes de Bugatti” – Ettore Bugatti (2014)

A presença de couro cordovano suave e natural no “Les Légendes de Bugatti” – Ettore Bugatti foi algo de muito especial para Achim Anscheidt, assim como as outras edições especiais Legends. Mas, entre todos destaca-se a edição final do modelo baseado no Veyron 16.4 Grand Sport Vitesse.

Veyron Grand Sport Vitesse também teve uma série espcial Légend de Bugatti
Veyron Grand Sport Vitesse também teve uma série especial Légend de Bugatti

“Quem quer que tenha sido dono de um par de sapatos feitos com este material irá perceber imediatamente a qualidade impressionante do couro cordovano e irá apreciar a sua durabilidade. Esse foi precisamente o ponto de partida quando criamos o interior deste Legend”, conclui o responsável máximo de design dos automóveis da luxuosa marca desportiva Bugatti.