BMW Z4 “abafa” o M2 em Nurburgring

Texto: Nuno Fatela
Data: 19 Setembro, 2018
A ideia inicial da marca era fazer do M240i o padrão para analisar o novo modelo, mas ficou tão surpreendida com o comportamento dele que passou a comparar o Z4 ao M2. E com a vantagem a ficar do lado do roadster…

A BMW confirmou, pela voz de um dos seus responsáveis, que o novo Z4 consegue fazer o Nurburgring em menos de oito minutos, um tempo que mostra bem os altos níveis dinâmicos do novo roadster da marca bávara. Embora o modelo não seja totalmente uma obra da divisão M, que ainda assim ajudou a “apimentar” a já conhecida versão M40i, ele já supera um dos modelos da gama de performance do fabricante bávaro. Segundo confidenciou o responsável de produto do Z4, Andreas Ederer, o roadster consegue mesmo bater, em três segundos, o tempo por volta do M2 em Nurburgring. E, embora não seja conhecido qual o registo oficial deste modelo, sites especializados em informações sobre a marca germânica anunciam que o M2 Competition parou o relógio nos 7:54.

 

E estes registos terão sido uma surpresa para a própria marca, que afirma ter superado as próprias expetativas durante o desenvolvimento. Ederer fiz mesmo que “o padrão estabelecido durante o desenvolvimento era a dinâmica de condução do [Série 2] M240i. Mas o carro ficou tão bom que agora o padrão é o M2”. Um dos motivos apontados por este responsável para a melhoria do comportamento do carro nesta nova geração é o aumento das vias, que cresceram 9cm na frente e 5cm na retaguarda, tornando o carro mais estável em curva.

Também para esta melhoria deve a decisão, tomada durante os primeiros seis meses do desenvolvimento do “irmão” do Toyota Supra, de fazer o Z4 com uma capota em lona, o que garante um centro de gravidade mais baixo, e espaço adicional de 100l na bagageira. Outros dos principais elementos a contribuir para esta evolução do comportamento do BMW Z4 foram a estrutura e montagens do chassis de rigidez extrema, o novo desenho dos eixos e ainda a direção desportiva variável. Além disso, no caso do M40i, não se pode descurar a influência de componentes como o diferencial e suspensão com assinatura da divisão M.

 

Fonte: Autocar

Partilhar