Publicidade

Sucessor do A110. Futuro desportivo Alpine pode vir a ser fabricado em Hethel

Texto: Francisco Cruz
Data: 13 de Abril, 2022

Depois da notícia de que irá desenvolver um novo desportivo em conjunto com a Lotus, eis que surge também a informação de que o Grupo Renault, proprietário da Alpine, poderá vir a produzire o sucessor do A110, na fábrica da marca britânica, em Hethel, Inglaterra.

A notícia foi avançada pelo jornal francês La Tribune, recordando, precisamente, o facto da Alpine ter celebrado um acordo com a Lotus, hoje em dia nas mãos dos chineses da Geely, para a concepção, em conjunto, de uma nova plataforma para veículos elétricos, que servirá de base a um novo desportivo, a apresentar em 2025.

Segundo a mesma publicação,  este novo desportivo elétrico sucederá ao atual A110 na oferta da Alpine, mas e ao contrário do que tem vindo a ser aventado, poderá já não ser fabricado na linha de montagem de Dieppe, mas, antes, na histórica fábrica do Lotus, em Hethel, Norfolk, Inglaterra.

A fábrica da Lotus em Hethel, Inglaterra

Aliás e conforme recorda a Automotive News Europe, o Grupo Renault anunciou, entretanto, a decisão de produzir em Dieppe, aquele que será, não apenas o primeiro EV, como também o primeiro crossover, na história da Alpine. E que deverá exibir o nome de GT X-Over.

LEIA TAMBÉM
Sinal de uma nova era. Alpine e IED mostram o A4810… a hidrogénio

Quanto ao A110, que atualmente recorre a um quatro cilindros com origem na Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi e não conta com qualquer variante híbrida ou eletrificada, deverá terminar o seu ciclo de vida em 2025, devido ao apertar dos regulamentos anti-emissões e outros, revelou já, em declarações à agência noticiosa Reuter, o CEO do Renault Group, Luca de Meo.

Alpine é marca para crescer

No entanto e apesar desta dura realidade, De Meo também já afirmou acreditar que a Alpine tem um enorme potencial ainda por aproveitar. Sendo que, precisamente com o objectivo de elevar a marca de Dieppe, o Grupo Renault deu já o nome da Alpine à sua equipa de Fórmula 1, ao mesmo tempo que divulgou planos para fazer crescer a oferta do pequeno fabricante de desportivos. Nomeadamente, com um hot-hatch 100% elétrico, um SUV também 100% elétrico e o sucessor do atual A110.

O recentemente renovado Alpine A110
O recentemente renovado Alpine A110

No caso do hatchback, a base será a plataforma CMF-BEV da Aliança, ao passo que o SUV contará com a CMF-EV.