Mobieco

Publicidade

Um alerta para a Europa? Alemanha quer antecipar fim do apoio aos PHEV e EV

Texto: Francisco Cruz
Data: 18 de Abril, 2022

Numa altura em que a maior parte dos grupos automóveis centram grande parte dos seus esforços na Mobilidade Elétrica, notícias vindas da Alemanha garantem que o novo governo federal do país se prepara para antecipar o fim dos subsídios à aquisição de PHEV, assim como a redução dos apoios à compra de veículos elétricos (EV).

A notícia é avançada pelo Automotive News Europe, acrescentando que os rumores têm origem no novo titular da pasta da Economia no Governo Federal da Alemanha, cuja equipa pretende acabar com os subsídios à aquisição de veículos híbridos plug-in já até ao final deste ano, assim como reduzir os apoios financeiros, em cerca de 33 por cento, à compra de veículos elétricos, a partir de 2023.

Com a aplicação destas medidas, a Alemanha acabará não só com o atual incentivo no valor de 4.500€ para a compra de PHEV, como reduzirá o subsídio para compra de veículos elétricos, dos atuais 6.000€, para qualquer coisa como 4.000€. E, isto, apenas em 2023, pois a intenção é que a redução seja progressiva, levando a que, em 2024 e 2025, o apoio federal não vá além dos 3.000€.

O Bundestag, o Parlamento Federal da Alemanha
O Bundestag, o Parlamento Federal da Alemanha

Recordar que a notícia surge na sequência da intenção já divulgada do governo alemão de transferir estes apoios para a protecção do Clima, o que já motivou fortes protestos da parte da indústria automóvel, a qual tinha acordado com o anterior executivo a manutenção dos apoios por mais tempo.

Em declarações à mesma publicação, Hildegard Mueller, a responsável máxima da VDA, entidade responsável pelo lobbying pró-fabricantes automóveis, junto do governo central alemão, veio já recordar que “os híbridos plug-in são os pioneiros da transição para a mobilidade elétrica”, sendo que, a antecipação do fim dos subsídios a estes veículos, “colocará em risco a afirmação dessa mesma mobilidade elétrica, ao mesmo tempo que ignora as várias realidades de consumidores, na Alemanha”.

LEIA TAMBÉM
Quer comprar um carro elétrico? Conheça os incentivos do Estado para 2022

Contudo e em resposta a esta tomada de posição, o próprio ministro da Economia da Alemanha, Robert Habeck, veio já dizer, em declarações divulgadas pelo grupo de media Funke, que, “na nossa opinião, os híbridos plug-in já estão comercialmente implementados e já não precisam de mais financiamento público”. Sendo que, a partir de agora, “queremos focar-nos nos carros elétricos e ainda mais na protecção climática”.

A terminar, recordar, ainda, que o valor dos subsídios, na Alemanha, também estão dependentes do tempo de entrega do veículo ao cliente. O que, devido ao momento atual por que o sector passa, com a guerra na Ucrânia, a falta de componentes e até a própria pandemia, tal pode fazer com que os consumidores percam, inclusivamente, a totalidade dos apoios.