Airbags externos comprovam eficácia

Texto: Nuno Fatela
Data: 5 Dezembro, 2018

A ZF anunciou os resultados dos testes que fez aos airbags externos, e concluiu que eles reduzem as consequências das lesões causadas por impactos em 40%

Como hoje foi possível verificar pelas notas publicadas pelo EuroNcap, as assistências de segurança são cada vez mais uma peça fulcral na garantia de salvaguarda dos ocupantes. Por isso, há a necessidade dos fornecedores continuarem a desenvolver novas soluções. Algo que a ZF está a fazer com a revelação dos seus novos airbags externos. Eles surgem nas laterais da viatura, ajudando a absorver as forças geradas nas colisões e, dessa forma, mitigando as consequências dos acidentes. E, segundo avisa a ZF, os airbags externos reduzem a gravidade das lesões causadas por colisões em 40%.

 

O funcionamento do sistema é bastante simples, seguindo a mesma lógica das almofadas de ar que surgem dos volantes. Ele insufla-se quando os sensores anunciam uma colisão. Mas aqui a ideia é que os 15 milissegundos para encher de ar os airbags externos sejam completos antes do acidente, para eles absorverem parte das forças do impacto. Com dois metros de comprimento e 15cm  de altura e de espessura, a ZF afirma que este é um sistema de segurança bastante compacto e que pesa apenas 5,8kg.

Existem, no entanto, alguns desafios antes destes airbags externos poderem chegar ao mercado. O primeiro é garantir que eles apenas são despoletados em caso de necessidade extrema, pois caso contrário poderiam acabar por causar mais chatices e contratempos aos condutores do que o desejado. Mas esta é uma questão a que a ZF espera conseguir responder com as mesmas soluções da condução autónoma, recorrendo à combinação entre sensores, radares e câmaras, e os algoritmos para os ler. No entanto, seguramente ainda estamos a alguma distância da potencial implementação deste sistema em modelos de produção.

 

Veja também:

Vídeo mostra a incrível força de um airbag a ser despoletado
Com airbag ou sem airbag: descubra as diferenças…
Porque é que a Polestar usa foguetes nos testes de segurança?
Conheça o ciclo de segurança dos automóveis
Cadeiras de bebés com airbag já são realidade
Sabia que os cadáveres ajudaram a tornar os carros mais seguros?
Peças criadas exclusivamente para crash-tests levantam suspeitas

 

Partilhar