Publicidade

WRC começa com tragédia

Texto: Nuno Fatela
Data: 20 de Janeiro, 2017

Um acidente no primeiro troço do Rali de Monte Carlo, que obrigou a organização a cancelar esta especial realizada ontem à noite, teve como consequência uma vítima mortal.

O Campeonato Mundial de Rallies teve ontem início, mas com o pior arranque possível, já que ficou marcado por um acidente de Hayden Paddon na especial de 21,25km de Entrevaux-Ubraye que provocou a morte a um espetador. O carro do neozelandês acabou por capotar e ficar a bloquear a estrada, o que obrigou ao cancelamento deste troço inicial do Rali de Monte Carlo. Com o gelo a dificultar a condução, o Hyundai i20 WRC despistou-se numa curva para o lado esquerdo perto do final da especial noturna, e terá acabado por embater numa pessoa que, mesmo tendo sido transportada de helicóptero para o Hospital de Nice, não resistiu aos ferimentos. A organização anunciou a abertura de um inquérito para descobrir os contornos deste caso, e em nome de todos os envolvidos no Mundial WRC expressou as condolências à família e amigos da vítima.

Na segunda especial de Monte Carlo, que ligou Bayon a Breziers, Thierry Neuville foi o mais rápido, assumindo assim a liderança da prova. O Hyundai i20 WRC do belga superiorizou-se ao Ford Fiesta WRC do campeão mundial Sebastién Ogier, por 8,5 segundos. Motivos para sorrir teve também a Toyota, que neste regresso ao Mundial de Ralies, com o Yaris WRC, viu Juho Hanninen a conquistar o terceiro tempo mais rápido, perdendo 15,9 segundos para o belga e superando o Citröen C3 WRC de Kris Meeke por 0,6 segundos.