Volvo revela novo XC60… e tem poder híbrido

Texto: Nuno Fatela
Data: 7 Março, 2017

Disponível também com uma versão híbrida, a mais potente da gama ao alcançar os 407CV, o novo SUV nórdico vai entrar em produção já no próximo mês.

Após ter oferecido na antecâmara do Salão de Genebra diversas informações sobre o design e tecnologias (como manobras de evasão autónomas) do XC60, a Volvo revelou agora a imagem do seu novo SUV. Um importante membro da gama da marca, responsável por 30% das vendas do fabricante nórdico, o novo XC60 vem substituir um modelo que esteve nove anos no mercado, oferecendo-lhe um visual em linha com o XC90, como se verifica no design da dianteira dominada pela grande grelha e assinatura visual do Martelo te Thor e também pelas linhas e formato da iluminação na retaguarda.

Com o interior a seguir também os códigos estilísticos dos topo de gama da Série 90, surge em todo o esplendor a digitalização das informações através do painel de instrumentos e também do grande ecrã ao estilo dos tablets em posição central e já compatível com os sistemas de Apple e Google para automóveis. Uma novidade agora revelada foi a inclusão da climatização independente em quatro zonas designada “CleanZone”, com purificação do ar para que os ocupantes possam respirar “o ar fresco da Escandinávia”. Nas tecnologias de apoio ao condutor, além dos sistemas como as manobras sem intervenção do condutor para evitar acidentes, já explicadas neste artigo, referência ainda para a condução semi-autónoma a velocidades até 130 km/h em estradas com marcas rodoviárias bem visíveis.

Na gama de motorizações do Volvo XC60 o destaque vai desde logo para a versão mais potente da gama, o híbrido T8 Twin Engine de 407CV, que na sua combinação entre um motor a gasolina e outro elétrico permite sprintar até aos 100 km/h em 5,3 segundos. A gama contempla ainda os motores a diesel D4 de 190CV e D5 (com tecnologia Power Pulse) de 235CV, bem como os gasolina T5 de 254CV e T6 com turbo e compressor de 320CV e 400Nm. O novo Volvo XC60 irá entrar em produção no próximo mês de abril, devendo chegar ao mercado pouco tempo depois.