Publicidade

Para já PHEV. Novo Volkswagen Tiguan já não esconde o sonho da eletrificação

Texto: Francisco Cruz
Data: 19 de Setembro, 2023

A Volkswagen acaba de desvendar a terceira geração do Tiguan, crossover para o segmento C que dá novo mais um passo rumo a um futuro 100% elétrico. Não apenas na estética, mas também no interior e, principalmente, nas novas motorizações PHEV. Neste caso, graças, também, a uma nova plataforma.

Baseado, desde logo, numa nova plataforma, a mais recente evolução da conhecida MQB, a MQB Evo, o novo Volkswagen Tiguan começa por afirmar-se através de uma estética exterior revista e que, inclusivamente, o aproxima, em termos de imagem, não só a alguns elementos da família ID, mas também à do irmão maior Touareg.

O Volkswagen Tiguan adopta uma imagem mais próxima da do irmão Touareg... sem, no entanto, deixar de piscar o olho à família elétrica ID
O Volkswagen Tiguan adopta uma imagem mais próxima da do irmão Touareg… sem, no entanto, deixar de piscar o olho à família elétrica ID

No entanto e fruto, também, da opção pela mesma base de modelos como o Golf, o Passat ou o Audi A3, a verdade é que as dimensões exteriores do Tiguan pouco mudam. Com o SUV alemão a exibir, por exemplo, uma distância entre eixos praticamente igual (2,681 mm), ainda que prometendo mais 10 mm no espaço para pernas atrás, além de mais 33 litros na bagageira.

LEIA TAMBÉM
Mantendo a combustão. Futuro Volkswagen Tiguan terá ve
rsão 100% elétrica

Já a procurar reforçar a presença do modelo, elementos como as duas novas barras de luz que atravessam, tanto a frente, como a traseira, e que acabam acentuando a largura da carroçaria, enquanto e ainda na secção frontal, uma grelha frontal escurecida e de altura reduzida acaba transmitindo uma imagem semelhante, por exemplo, à do ID.4. Nomeadamente, com o emblema da marca, de dimensões maiores, a transbordar, tanto para o capot, como para o pára-choques.

Finalmente, uma grelha inferior que, no caso das versões mais convencionais, apresenta três barras cromadas horizontais, enquanto, nas versões mais desportivas, a opção passa por uma rede com padrão de diamante, juntamente com elementos de aspecto mais agressivo.

O Volkswagen Tiguan R apresenta algumas alterações, ligeiras mas perceptíveis, na estética exteriore
O Volkswagen Tiguan R apresenta algumas alterações, ligeiras mas perceptíveis, na estética exteriore

Com tela táctil XXXL

Passando ao interior, transformações ainda mais visíveis, com o novo Tiguan a adoptar, inclusivamente, algumas soluções que a Volkswagen deu a conhecer, não apenas no novo Passat, mas também no elétrico ID.7.

É o caso, por exemplo, de um tablier totalmente reformulado, com saídas de ar na horizontal, e, principalmente, um impressionante ecrã central táctil a cores, tamanho XXXL, com comandos tácteis, tanto no topo, e que leva, inclusivamente, a que não existam quaisquer comandos físicos. A não ser, no volante, o qual conta ainda com a companhia de um painel de instrumentos totalmente digital.

Igualmente novo, é o botão rotativo do som e media que surge colocado entre os bancos, e que, retroiluminado como os comandos tácteis de ajuste do ar condicionado, acaba contribuindo para uma iluminação interior que se expressa, não apenas através dos tradicionais filetes de luz, mas também através de placas gráficas no tablier, em frente do passageiro da frente, e nas portas.

Já o facto da manete da caixa de velocidades ter passado para a haste direita, veio permitir mais espaço na consola entre brancos, para acomodação de todo o tipo de objectos pessoais.

PHEV com mais autonomia

Relativamente às motorizações, a maior novidade reside, sem dúvida, nos novos propulsores híbridos plug-in, ou PHEV, que, graças à adopção de uma bateria com quase o dobro da capacidade (19,7 kWh), passam a garantir autonomias exclusivamente elétricas na ordem dos 100 km.

A motorização PHEV
A motorização PHEV

Ao mesmo tempo, foi também aumentada a capacidade de carregamento AC para 11 kW, algo a que se junta ainda a novidade total que é a possibilidade de carregar em tomadas rápidas DC, ainda que com potências de não mais que 50 kW. Nas quais estes PHEV prometem demorar 25 minutos a repor entre os 10 e os 80 por cento da bateria.

Em termos de oferta, os clientes vão ter a possibilidade de escolher entre dois PHEV, ambos com tracção apenas dianteira e caixa DCT de oito velocidades, que, recorrendo a uma conjugação de um quatro cilindros 1,5 litros turbo a gasolina, com um conjunto de motores elétricos a garantirem, invariavelmente e por si só, uma potência de 114 cv, variam entre si apenas na potência combinada oferecida: 204 cv um e 272 cv o outro.

Para quem não queira um PHEV e já fique satisfeito com um híbrido leve de 48V, a possibilidade de optar entre duas motorizações a gasolina, 2.0 ou 1.5, ambas eTSI e com turbo de geometria variável, sistema de desactivação de cilindros e caixas de velocidades DGS com sete relações. Diferindo entre si, apenas, na potência anunciada e que pode ser de 130 e 150 cv, respectivamente.

Finalmente e para quem pretender, por exemplo, um sistema de tracção às quatro rodas 4Motion (também ele revisto e, a partir de agora, a prometer maior suavidade), além de mais fogosidade, duas versões do mesmo 2,0 litros a gasolina já conhecido de modelos como o Golf GTI. E que, neste Tiguan, oferecem potências entre os 204 e os 266 cv de potência.

Já como parte da lista de opcionais, a Volkswagen disponibiliza o mesmo sistema de amortecedores adaptativos DCC Pro já conhecidos do novo Passat e que permitem regulação, da parte do condutor, através do sistema Vehicle Dynamics Manager. Acessível através do ecrã central e já conhecido, por exemplo, do Golf.

A partir de 35 mil euros… na Alemanha

Para já sem preço conhecido para Portugal, o novo Volkswagen Tiguan deverá ficar disponível na Alemanha, já no início de 2024, com um preço previsto de entrada na ordem dos 35 mil euros.

Lá mais para a frente, chegará a variante de sete lugares, Allspace, baseada numa versão mais comprida da mesma plataforma MQB Evo, embora sem quaisquer alterações em termos de opções técnicas.