Verstappen perde a cabeça e a pena é serviço comunitário FIA

Texto: Nuno Fatela
Data: 12 Novembro, 2018

Depois da colisão com Esteban Ocon, causada pelo piloto da Force India, que lhe custou a vitória no GP do Brasil, o holandês não estava nada satisfeito. Acabou por passar das marcas e, como consequência, a FIA vai obrigá-lo a fazer serviço comunitário.

Quando tudo parecia encaminhado para uma vitória de Max Verstappen no GP do Brasil, o holandês acabou por ser surpreendido por Esteban Ocon e os dois colidiram. O incidente é, claramente, muito invulgar, pois o francês decidiu tentar desdobrar-se do o piloto da Red Bull, líder da corrida, o que resultou num embate entre os dois, com Verstappen a sofrer um pião. O grande beneficiado foi Lewis Hamilton, que acabou por vencer a prova canarinha. Mas o holandês ficou furioso…

 

Como se pode ver no vídeo, assim que terminou a prova, Max Verstappen foi até à pesagem dos pilotos para pedir explicações a Ocon. E não terá gostado seguramente da resposta, pois acabou por empurrar o homem da Force India por várias vezes. Obviamente, a FIA não podia deixar este comportamento mais agressivo passar em claro, e já revelou a pena a aplicar ao holandês. O piloto da Red Bull terá agora de cumprir dois dias de trabalho comunitário da própria FIA, com a pena aplicada pelos comissários de prova a ter de ser cumprida num prazo máximo de seis meses. Da próxima vez, por mais furioso que esteja (e com razão, neste caso), talvez seja melhor Verstappen escolher um local mais recatado e sem câmaras para falar com os seus rivais…