Publicidade

Já o conduzimos! Toyota Yaris com mais potência (híbrida) e equipamento

Texto: Francisco Cruz
Data: 8 de Fevereiro, 2024

Depois de um 2023 em que voltou a ser o modelo mais vendido da Toyota em Portugal, o Yaris vê reforçada a sua faceta híbrida, com a introdução de uma segunda motorização, o Yaris Hybrid 130. Solução que, além de mais potência e binário, traz, também, um mais recheado nível de equipamento Premiere, ainda que por preços acima dos 30 mil euros. E nós já o conduzimos!…

Atualmente proposto em Portugal com uma motorização exclusivamente a combustão (1.5 a gasolina) e uma outra híbrida (1.5 Hybrid 115), o Toyota Yaris prepara-se, agora, para ser tornar no único utilitário do mercado nacional a disponibilizar, não uma, mas duas versões híbridas. A última das quais, fruto de uma nova motorização de 130 cv, que recorre à geração mais recente do conhecido sistema híbrido da marca, oferece não somente mais potência e binário, como também melhores consumos e emissões.

O Toyota Yaris torna-se no primeiro utilitário do mercado português a disponibilizar, não uma, mas duas motorizações híbridas simples
O Toyota Yaris torna-se no primeiro utilitário do mercado português a disponibilizar, não uma, mas duas motorizações híbridas simples

Partindo do mesmo bloco a combustão de 1,5 litros a debitar 92 cv e 170 Nm, o Yaris Hybrid 130 vê a componente elétrica ganhar mais 3 KW (qualquer coisa como 4,5 cv, ou que eleva a potência total para os 83 cv), suficiente para ajudar a garantir uma potência máxima declarada de 130 cv (mais 14 cv que o Hybrid 116 cv) e, principalmente, mais 44 Nm (185 Nm no total). Valores que ajudam a garantir não apenas uma aceleração dos 0 aos 100 km/h 0,5s mais rápida (9,2s), como também e porque o sistema elétrico atua durante mais tempo, consumos e emissões mais baixos que o híbrido menos potente: 4,3 l/100 km/h contra 4,9 l/100 km no primeiro caso, 98 g/100 km contra 112 g/100 km no segundo.

Melhores recuperações, a mesma (forte) sonoridade

Testado nas estradas sinuosas de montanha em redor de Barcelona, a confirmação do bom desempenho dinâmico já conhecido da versão de 116 cv, mas também e além de um pouco mais de pulmão, recuperações mais rápidas. Ainda que e nesses momentos de maior pressão no acelerador, com a já conhecida subida exagerada da sonoridade, resultado da difícil gestão feita pela transmissão CVT de seis velocidades, que também marca presente neste Hybrid 130. Algo que, ainda assim e como, de resto, já foi afirmado noutras ocasiões, já não é defeito… é feitio!

LEIA TAMBÉM
Edições especiais do Toyota GR Yaris afinadas pelos pilotos de WRC

Assim e sem alterações noutros aspectos que não a motorização, retivemos, ainda, a óptima posição de condução garantida por um banco de concepção mais desportva e que é parte do novo nível de equipamento Premiere Edition, assim como uma direcção com peso e razoável feedback, além de um sistema de modos de condução com três opções – Normal, Eco e Power. Sendo que, a maior diferença, faz-se sentir quando com o modo Power engrenado, com a caixa a esticar um pouco mais as relações, ainda que sem grandes resultados perceptíveis, a não ser nos consumos. Os quais, terminados os pouco mais de 30 quilómetros de condução, cumprindo sempre os limites de velocidade, registavam uma média de 4,3 l/100 km, ou seja, em linha com o anunciado.

E já que falámos do conforto proporcionado, não apenas pelo banco, mas também por um volante de óptima pega, além de ajustável tanto em altura como em profundidade, oportunidade para destacar o nível de equipamento com que o Yaris Hybrid 130 será lançado em Portugal e a que Toyota deu o nome de Premiere Edition. Mas cuja comercialização só se manterá até dezembro, altura em que dará lugar a uma nova versão GR Sport, com enfoque num estilo desportivo (os pára-choques, por exemplo, ganham um aspecto mais esculpido e inspirado na competição), suspensão revista… mas sem alterações na motorização.

Além de bastante completa versão Premiere (à direita), a Toyota mostrou, igualmente, a futura versão GR Sport
Além de bastante completa versão Premiere (à direita), a Toyota mostrou, igualmente, a futura versão GR Sport

De regresso à Premiere Edition, a qual chegará para figurar no topo da oferta, destaque para aquela que será a cor exterior de lançamento, Azul Neptuno, conjugado com tejadilho e pilares em preto, e que também se manifestará nas costuras contrastantes dos bancos de cor negra e no tablier. Sendo que, exteriormente, também se fazem notar novas jantes em liga leve de 17”, além do teto panorâmico, ambos de série.

Já no interior, de acesso mais fácil aos lugares da frente que traseiros, com a mais-valia acrescida da chave inteligente digital, a qual permite não só utilizar o smartphone para aceder ao habitáculo, como também partilhar o acesso com até cinco pessoas diferentes, um habitáculo a mostrar solidez, mas também a fazer do plástico o revestimento favorito, e onde também é possível encontrar novidades como um novo quadrante de 12,3” já totalmente digital e configurável, que pode ainda ser conjugado com um head-up display de fácil leitura, além de um novo e maior ecrã central de 10,5” com novo sistema multimédia MM21. O qual, além de integração de smartphone, assistente de voz ‘Hey, Toyota’ e navegação com base na Cloud, já dispõe de atualizações Over-The-Air (OTA).

Contudo, tão ou mais importante, são as melhorias realizadas no domínio das tecnologias de segurança e que, no caso deste Yaris Hybrid 130, resultaram na mais recente evolução (3.0) do Toyota Safety Sense (pré-colisão, controlo de velocidade, reconhecimento de sinais de trânsito, condução inteligente, travagem de emergência e atualizações OTA), na introdução de sistemas como a Assistência de Segurança em Saídas de estacionamento, além da melhoria de outros como a supressão da aceleração a baixas velocidades, assistência proactiva à condução e alerta de colocação dos cintos de segurança, agora com maior sensibilidade.

A partir de 31 300€

Passando à oferta em Portugal, o lançamento desta nova motorização Hybrid 130, já em fevereiro, fará com que o Yaris passe a estar disponível com um total de três motorizações: um 1.5 exclusivamente a gasolina com preços que vão dos 22 870€ (Comfort) até aos 24 730€ (Exclusive), o já conhecido 1.5 Hybrid 115 cujos preços variam entre os 24 740€ (Comfort) e os 29 160€ (Luxury) e, para terminar, o novíssimo Hybrid 130, disponível apenas na versão Premier Edition (31 300€).

Entretanto e para Dezembro, fica guardado o Yaris Hybrid 130 GR Sport, cujo preço de comercialização a Toyota Portugal não quis ainda divulgar. Resta aguardar…