Fiat 500X 1.3 Mjet 95 CV

Texto: António Amorim / Fotografia: José Bispo
Data: 8 de Julho, 2017

Acaba de chegar à gama Fiat a versão mais acessível do 500 X, com um motor diesel 1.3 Mjet que chega bem para os objetivos. E se ainda lhe dissermos que fica abaixo dos 20 mil?

Se está com a ideia fixa de comprar um Fiat 500 X, chegou certamente o momento indicado. Até ao final deste ano, consegue um novo por menos de 20 mil euros. Isto porque a marca tem em vigor uma promoção de 1750€ a juntar à garantia de cinco anos. Assim, esta versão 1.3 Mjet de 95 CV fica por 19 900€, transformando-se, ao mesmo tempo, no modelo mais barato e com o motor mais recente da gama.

Não é um motor novo, pois há muito que conhecemos este bloco de 1248cc utilizado em várias gamas do grupo GM e Fiat, mas agora recebeu um alternador inteligente que se desliga quando não é necessário e também um novo sistema de arrefecimento que reduz o período de funcionamento a frio. Com tudo isto e mais alguns detalhes o pequeno diesel 1.3 Mjet com propriedades de multi-injeção consegue cumprir a norma de emissões Euro 6 e permite ao nada pequeno 500 X médias de consumo muito atrativas. A marca anuncia 4,1 litros aos cem em circuito combinado e nós verificámos 5,3 de média. Tem a habitual vantagem dos pequenos diesel, que consiste em nunca gastar muito, por muito que se abuse do pedal o que, neste caso, também não vale a pena porque as performances são à justa para satisfazer uma utilização familiar urbana. Por outras palavras, pisar mais fundo só corresponde a andar mais depressa se a topografia colaborar.

 

No entanto, ultrapassada a óbvia anemia abaixo das 2000 rpm, este 500 aventureiro até se despacha com a rapidez necessária para escapar ao rótulo de molengão. O star-stop de origem permite poupar uns vapores nos semáforos, poupança essa que se esfuma se não houver cuidado com o ponto de embraiagem, porque ele vai-se abaixo com facilidade. Quando isso acontece (frequentemente) o resultado é mais um arranque, cujo desperdício em combustível deita por terra o eventual efeito do start-stop.

O condutor tem à disposição um seletor de modalidade de condução (Drive Mood Selector) na consola central, que permite optar por três tipos de resposta por parte da eletrónica: um muito otimista Sport, um Auto que devia ser permanente e um Allweather para quando estiver a chover. Convém esclarecer que o carro destas fotos está carregado de opcionais: jantes de 18 polegadas (400€); pintura metalizada (400€); pack Comfort Plus (ar condicionado automático duplo, rádio NAV, chave inteligente, apoio de braços central, bancos reguláveis em altura e bússola por 900€) e sensores de estacionamento traseiros (250€). De resto, pode inspirar-se neste porque o restante é de série.

 

VEREDITO

Um 500 X diesel por este preço é uma proposta a considerar, até porque há no carro um certo requinte, misturado com muito sentido prático para a utilização quotidiana em família. Anda apenas o suficiente mas vale bem o que custa e não lhe falta nada.

 

Artigo publicado originalmente na Revista Turbo 411, de dezembro de 2015

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.

Esta metodologia não se aplica a este ensaio. Todo o texto encontra-se no capítulo inicial.