Mobieco

Publicidade

Sucessor do Smart Fortwo Electric vai ser o #2

Texto: Carlos Moura
Data: 12 de Abril, 2024

A Smart vai desenvolver um novo modelo elétrico de dois lugares para substituir o Fortwo, o qual deverá receber a designação #2 e terá uma plataforma própria.

Na sequência do fim da produção do Fortwo Electric, a Smart começou a desenvolver um sucessor baseado numa nova plataforma denominada Electric Compact Architecture (ECA), revelou o CEO da Smart Europe, Dirk Adelmann, numa entrevista ao Automotive News Europe. Contudo, o gestor não revelou quando é que será lançado esse modelo.

O principal desafio do projeto – assim como de muitos automóveis elétricos pequenos – é o custo. Não obstante a joint-venture entre a Mercedes-Benz e a Geely ter já criado e desenvolvido uma nova plataforma, ainda existem outras questões em cima da mesa. A Smart ainda está à procura de parceiros para partilhar os custos para que o sucessor do Fortwo, o Smart #2, possa ser produzido.

“Recentemente começamos a trabalhar numa nova plataforma dedicada para ser utilizada num futuro citadino de dois lugares da Smart, mas necessitamos de parceiros para viabilizar o modelo de negócio”, explicou o responsável da marca detida por alemães e chineses.

Para baixar os custos ao máximo, a Smart já começou a procurar plataformas adequadas dentro do Grupo que pudessem ser encurtadas para os 2,70 metros a 2,80 metros de um bilugar elétrico. Simultaneamente, esse veículo terá de oferecer uma perceção premium e cumprir os mais elevados padrões de segurança.

Renault não deverá ser a parceira

Aparentemente, as conversações com outros fabricantes, incluindo a Renault e construtores chineses, não produziram quaisquer resultados. As negociações com a Renault seriam interessantes porque a marca francesa não só está a desenvolver um novo pequeno automóvel elétrico próprio, o Twingo, mas, também, porque ambas as empresas já foram parceiras na terceira geração do Smart, que deu origem ao Smart Forfour e ao atual Twingo, os quais até eram produzidos na mesma fábrica.

“Queremos manter a classificação de quatro ou cinco estrelas nos testes de colisão do Euro NCAP, as funcionalidades do sistemas de assistência à condução do #1 e #3 e uma autonomia decente”, afirmou Dirk Adelmann. 

“Definitivamente temos de desenvolver uma plataforma porque infelizmente ainda não existe”, acrescentou o responsável. “Se o veículo elétrico receber luz verde para produção, utilizará uma plataforma da Smart”.

Potencial para um Smart #2

O responsável europeu da marca acredita que existe potencial para esse modelo, citando vendedores e clientes. “Eles procuram um modelo que combine as dimensões e a manobrabilidade do antigo Fortwo com uma linha motriz elétrica e uma conectividade avançada”. 

LEIA TAMBÉM
Demonstração de capacidade. smart #3 “atirou-se” ao deserto de Gobi

Contudo, Dirk Adelmann. não quis fazer comentários relativamente a volumes de produção. Relativamente ao comentário que o veículo será desenhado para oferecer uma “perceção premium”, parece evidente que o Smart #2 não será só vendido devido ao seu preço. 

A única coisa evidente é que a Smart deixou livre o número 2 entre os modelos atuais, #1 e #3, para deixar em aberto a possibilidade de lançar um sucessor do Fortwo com esse número.