Publicidade

Encomendas fechadas. Rolls-Royce despede-se do Dawn e Wraith

Texto: Francisco Cruz
Data: 25 de Março, 2022

Ao mesmo tempo que prepara o lançamento daquele que será o primeiro veículo 100% elétrico na história da marca de Westhampnett, a Rolls-Royce reformula a sua gama atual. Mais concretamente, colocando um ponto final nos seus dois modelos de entrada, Dawn e Wraith.

A confirmação do fim das encomendas para os Rolls-Royce Dawn e Wraith foi já avançada pelo CEO da marca de hiper-luxo britânica, Torsten Müller-Ötvös, acrescentando que a saída da linha de montagem destes dois modelos terá lugar já em 2023.

Aliás e segundo acrescenta a britânica Autocar, tanto o descapotável de duas portas, como o coupé, também de duas portas, desaparecerão sem deixar sucessor directo.

Rolls-Royce Dawn
Rolls-Royce Dawn

Segundo a Rolls-Royce, os clientes-tipo desses dois carros poderão ver os seus desejos concretizados através do futuro coupé de duas portas e 100% elétrico Spectre, cujo lançamento no mercado está previsto para o quarto trimestre de 2023.

LEIA TAMBÉM
Com o fim da combustão em 2030. Spectre será o primeiro EV da Rolls-Royce

Ainda sobre os dois modelos cujo fim é agora anunciado, Müller-Ötvös salienta que o fabricante já não está a receber encomendas, seja de que mercado for. Embora e até pela lista de espera com que a Rolls-Royce trabalha, o mais certo é que só em 2023 a marca possa, efectivamente, tanto o Dawn, como o Wraith, da linha de produção em Goodwood.

Spectre é proposta distinta

Quanto ao Spectre, o primeiro modelo 100% elétrico produzido de base pela Rolls-Royce, a Autocar refere que chegaram a existir algumas correntes no seio da marca de Westhampnett que defendiam que a empresa poderia optar por fazer o seu primeiro EV, a partir de um modelo já existente.

Rolls-Royce Wraith
Rolls-Royce Wraith

No entanto, a tese acabou por não vingar, já que os principais responsáveis entendiam que era importante que esta proposta, singular no seio da marca, tivesse uma identidade própria e oferecesse algo único, dentro do line-up da Rolls-Royce.

Aliás e segundo as mesmas fontes, o fabricante vê o Spectre como um sucessor tardio da variante Coupé da sétima geração do Rolls-Royce Phantom, o que significa que a proposta terá sempre um posicionamento distinto dentro da gama do construtor.