Publicidade

Renault Trucks. Vendas cresceram 25% em 2021

Texto: Carlos Moura
Data: 29 de Março, 2022

A Renault Trucks registou um crescimento das vendas de 25% em 2021. O mercado europeu continua a ser o mais importante para a marca, seguindo-se o francês e o resto do mundo, onde também reforçou a sua quota em todas as regiões. 

As vendas da Renault Trucks em 2021 totalizaram 51.460 unidades em 2021, um crescimento de 25% face ao ano anterior. Estes resultados foram alcançados no final de um ano marcado por uma recuperação geral da atividade económica, por uma forte procura nos mercados de veículos comerciais e pela interrupção no abastecimento das linhas de produção.

O principal destino da produção da Renault Trucks foi o mercado europeu, excluindo a França, com 24.760 unidades, seguindo-se a França, com 21.222 unidades, e o resto do mundo com 5.478 unidades.

Os camiões de gama média e alta, acima das 16 toneladas, tiveram um crescimento nas vendas de 27%, para 33.432 unidades, enquanto na gama baixa, das 6 às 16 toneladas, o aumento foi de 21%, para 18.038 unidades.

Consolidação na Europa

A Renault Trucks anunciou a consolidação de posições na Europa, com um aumento de 41% no volume de vendas no mercado de camiões com mais de seis toneladas e um crescimento da atividade em todos os mercados onde está presente.

No mercado doméstico, a Renault Trucks reforçou a sua quota de mercado para 29,8%, a mais elevada dos últimos dez anos. A marca também alcançou um bom desempenho na Polónia, com um aumento de 89% para 1705 veículos, e no Reino Unido (56%).

LEIA TAMBÉM
Renault Trucks. Galius abriu oficina em Mangualde

O fabricante também registou um crescimento na penetração dos seus contratos de manutenção, que acompanharam 45% das suas vendas de veículos em 2021. 

A Renault Trucks registou um aumento de 15% na faturação e um aumento de 7% nas encomendas. A marca verificou também um aumento na penetração dos respetivos contratos de manutenção, que acompanharam 30% da venda de veículos. 

Crescimento no resto do mundo

A Renault Trucks também reforçou a sua quota de mercado em todas as regiões. O fabricante fez o seu melhor progresso na Turquia, com uma quota de mercado de 6,7%, a mais elevada dos últimos 17 anos, e alcançou uma impressionante quota de mercado de 8% no Médio Oriente.

Em África, na América Latina e na Ásia, a Renault Trucks alcançou uma quota de mercado de 16% (+5 pontos), com desempenhos notáveis no Chile, Marrocos e Indonésia.

A procura de camiões usados também se manteve elevada em 2021, impulsionada pela retoma da atividade económica e pela escassez de veículos novos devido a interrupções na produção. 

A Renault Trucks registou uma quebra de 13% na faturação de veículos usados (8926 unidades) relativamente a 2020 devido a um nível historicamente baixo de stock de menos de 1000 veículos. 

Em 2021, a Renault Trucks manteve o seu investimento na economia circular, ao converter 300 veículos na sua Fábrica de Camiões Usados em Bourg-en-Bresse e lançando uma série limitada de tratores T Robust 13 L usados, concebidos para durar pelo menos um milhão de quilómetros.

Investimento na eletrificação

A Renault Trucks tem vindo a expandir constantemente a sua gama de camiões elétricos e o volume de vendas já começa a refletir este rápido progresso. Em 2021, foram fornecidos 249 camiões elétricos e foram encomendados 613. Num mercado europeu onde os volumes permanecem modestos (450 registos), a quota do fabricante é de 17%.

A Renault Trucks tem ambições acrescidas para este segmento. O seu plano estratégico prevê que 50% do seu volume de vendas em 2030 será constituído por veículos elétricos e 100% dos veículos que comercializa serão neutros em termos de carbono até 2040.