Quantos recalls fez cada marca em 2018?

Texto: Nuno Fatela
Data: 6 Fevereiro, 2019

Estes são os recalls na Europa em 2018 pelas várias marcas, segundo a compilação feita por um site especializado nesta matéria

Saber que o carro foi chamado à oficina tem um duplo impacto. Por um lado existe aquela sensação negativa, de saber que o automóvel tem um problema, mas é também positivo saber que a marca se preocupou com isso e está empenhada em resolver a situação.  Afinal, basta recordar casos como o encobrimento da Takata, que fez com que os seus airbags fossem associados a mais de uma dezena de acidentes fatais sem que a empresa tivesse alertado dos defeitos.

 

Agora apresentamos-lhe a lista com os recalls na Europa em 2018 por cada marca, revelando quais os modelos afetados e a origem da questão. Para saber se o seu automóvel foi afetado, o site que compilou os dados apresenta também registos concretos com as datas de produção dos modelos que necessitam ser reparados, usando como base o sistema de alertas para falhas mais graves EU Rapex Rapid Alert System. Estas informações complementares também podem ser encontradas na Autocar, fonte usada neste artigo. De qualquer maneira, se suspeita que o seu automóvel pode estar envolvido, a melhor solução será mesmo tentar entrar em contacto com os serviços da marca.

Porsche. 3 Recalls com 3 modelos envolvidos: Panamera, Cayenne e 918 Spyder
Skoda. 3 Recalls com 5 modelos envolvidos: Karoq, Rapid, Citigo, Octavia e Superb
Aston Martin. 3 recalls com 6 modelos envolvidos: DB9, toda a gama excepto o Vantage entre 2007 e 2017, DB11
Ferrari. 3 recalls com sete modelos envolvidos. Um deles é o 488 GTB
Fiat. 4 Recalls com 3 modelos envolvidos: 500L e 500X na lista
Dodge- 4 recalls com 4 modelos: Charger, Challenger, Avenger e RAM
Kia. 4 recalls com 4 modelos: Sorento, Soul, Rio e Niro
Suzuki. 4 recalls com 4 modelos: Jimny, Baleno, Swift e Ignis
Dacia. 4 recalls com 4 modelos envolvidos: Duster, Logan, Logan MCV e Sandero
Land Rover. 4 recalls com 5 modelos afetados: Evoque, Velar, Discovery Sport, Range Rover e Range Rover PHEV
Jaguar. 4 recalls com 5 modelos: XE, XF, E-Pace, F-Pace e F-Type
Chrysler. 4 recalls com 5 modelos afetados: 200, 300, Crossfire, Aspin e Pacifica
Mazda. 5 recalls com 5 modelos afetados: RX-8, MX.5, CX-3, 2 e 3
Hyundai. 5 recalls com 6 modelos afetados: Tucson, Santa Fe, Ioniq, Sonata e Grandeur
Audi. 5 recalls com 6 modelos afetados: Q3, A3, A4, A5, Q5 e R8
Jeep. 6 recalls com 3 modelos afetados: Compass, Liberty e Grand Cherokee
Honda. 6 recalls com 6 modelos afetados: Civic, CR-V, HR-V, Jazz, Insight e Odissey
Lexus. 6 recalls com 8 modelos afetados: CT200h, NX300h, RX450h, RC-F, GS350 e LC500h
Nissan. 7 recalls com 5 modelos afetados: NV400, NV200, Juke, Qashqai e Micra
Seat. 8 recalls com 8 modelos afetados: Altea, Leon, Ibiza, Alhambra, Arona, Ateca e Mii
BMW. 8 recalls com 10 modelos afetados: Série 1, 3, M3, X1, X3, X4, X5, X6 e Z4
Renault. 9 recalls com 5 modelos afetados: Captur, Clio, Zoe e Master
Ford. 13 recalls com 13 modelos afetados: Fiesta, Focus, C-Max, S-Max, Kuga, Mondeo, Galaxy, Transit Connect, Edge
Mitsubishi: 14 recalls com 6 modelos envolvidos: Outlander, ASX, Lancer, Lancer Sportback e Eclipse Cross
Toyota: 14 recalls com 16 modelos envolvidos: Auris, Corolla, Avensis, Picnic, Yaris, Prius, C-HR, ProAce e Aygo
Citroën. 17 recalls com 13 modelos envolvidos: C4 Picasso, C4, DS4, C5, C4 Aircross e E-Crosser
Opel. 20 recalls com 11 modelos envolvidos: Astra, Cascada, Insignia, Zafira, Grandland X, Crossland X, Ampera, Movano, Combo e Corsa
Peugeot. 23 recalls com 12 modelos envolvidos: 208, 2008. 308, 3008, 508, 5008, Partner, Traveller e Expert
Volkswagen. 25 recalls com 18 modelos envolvidos: Golf, Passat, Polo, Sharan, Scirocco, Eos, Touran, Jetta, Bettle, Amarok, Tiguan e Arteon
Mercedes. 36 recalls com 17 modelos envolvidos: gamas A, C, E, AMG GT, GLA, GLC, GLE e GLS

* alguns dos modelos na lista foram afetados em diferentes gerações

Mesmo que veja o seu automóvel na lista, não entre em pânico. Muitas vezes são séries muito limitadas de modelos que são afetadas por falhas na produção. Portanto, o melhor é usar os links acima para verificar a possibilidade da sua viatura ter sofrido um recall.

 

Fonte: Car-Recalls.eu, via Autocar

Partilhar