Proprietário disparou contra a bateria do Tesla. Adivinhe o que aconteceu…

Texto: Nuno Fatela
Data: 17 Dezembro, 2018

Já são habituais as histórias estranhas relacionadas com a marca americana, mas este caso em que o proprietário disparou contra a bateria do Tesla é demais. Até porque o disparo foi feito a partir do interior do próprio carro…

Corria o ano de 2014 e eram notícia vários incêndios com os Model S. Mas existe um, de que apenas agora se soube a história, que é verdadeiramente fora do comum. Porque o motivo, como se veio a descobrir numa investigação da própria marca, foi que alguém disparou contra a bateria do Tesla a partir do interior da viatura.

Tudo começou quando um cliente, John Schneider, avisou o fabricante americano que o seu novo carro entrou em combustão espontânea, como alegadamente estava a acontecer com outros Model S. Isso teria acontecido quando ele regressava a casa após receber a viatura, a 31 de dezembro de 2014. Devido a problemas similares que tinham acontecido, com incêndios em outros automóveis, a Tesla estaria em estado de alerta e preparada para agir imediatamente neste tipo de situações. E o que fez foi comprometer-se a entregar um novo carro a Schneider e com garantia alargada.

Aquilo com que este condutor não estaria a contar era que a marca, que ficou na posse do veículo carbonizado, fosse fazer investigações aos motivos do acidente. E o que encontrou foi verdadeiramente absurdo, descobrindo que o Model S pegou fogo porque… alguém disparou contra as baterias. Nos documentos do processo judicial, que pode encontrar no site Electrek, está explicito que “a Tesla determinou que a causa do incidente termal que ocorreu na bateria foi uma bala disparada para a bateria desde o interior da cabine para os passageiros”. A marca considerou imediatamente que esta terá sido a origem do incêndio, e cancelou todas as compensações que tinha combinado com John Schneider. Que, depois de ter esgrimido argumentos com a Tesla, acabou por aceitar um acordo fora dos tribunais, de que não existem informações.

Para a história fica a confirmação empírica de algo que deve ser do conhecimento comum: disparar contra a bateria de um carro elétrico não é uma atitude saudável!

 

Fonte e foto: Electrek

Partilhar