Porsche 919 Hybrid é mais rápido que os F1

Texto: Nuno Fatela
Data: 9 Abril, 2018

O híbrido que venceu as três últimas edições das 24H de Le Mans mostrou o seu potencial máximo e bateu o tempo de Hamilton em Spa-Francorchamps. Desta forma ficou demonstrado que o Porsche 919 Hybrid é mais rápido que os F1 num dos mais míticos circuitos do planeta

Habitualmente a Fórmula 1 é considerada a classe-rainha do desporto motorizado, mas a Porsche veio agora fazer uma proeza que coloca isso em dúvida. Após ter eliminado todas as restrições exigidas para se equiparar aos rivais no Mundial de Resistência, onde venceu as três últimas edições das 24H de Le Mans, ficou demonstrado em Spa-Francorchamps que o Porsche 919 Hybrid é mais rápido que os F1. Com Neel Jani ao volante, o híbrido de competição conseguiu completar os 7004 metros do traçado em 1:41.770. Isto significa menos 0.783 segundos do que Hamilton tinha conseguido em 2017 quando, a 26 de agosto, fez a Pole Position com o Mercedes W07 no mítico traçado das Ardenas. Há que referir também as especificidades deste circuito que ajudaram ao feito, com uma combinação entre longas retas e fortes travagens. Veja agora, na galeria de imagens seguintes todas as informações sobre este 919 Hybrid Evo, uma versão levada ao extremo e sem limitações que mostrou que o Porsche 919 Hybrid é mais rápido que os F1.

Eram 10.23h quando Neel Jani saiu para as pistas.
A temperatura do ar era de 11ºCelsius, enquanto o asfalto estava apenas a 13º Celsius
O tempo final para os 7,004km foi de 1:41.770
Isto significou menos 0.783 segundos do que Hamilton alcançara a 26 de agosto de 2017, quando fez a Pole Position para o último GP da Bélgica
Foram também menos doze segundos do que a Pole Position do WEC em Spa-Francorchamps em 2017
A velocidade máxima do Porsche 919 Hybrid Evo foi de 359km/h
A velocidade média da volta foi de uns estupendos 245,61 km/h
Ao contrário do que aconteceu nas quatro anteriores épocas, no WEC, desta vez foram eliminadas todas as restrições aplicadas pelos regulamentos
A motorização é composta por um V4 2.0L e dois sistemas de recuperação de energia, com eletricidade gerada pela travagem no eixo dianteiro e pelo sistema de escape
Esta eletricidade é temporariamente armazenada em baterias de iões de lítio
O V4 tinha antes 500cv, mas sem limitações e com fluxo de combustível sem restrições, a sua potência foi elevada aos 720cv. Foi utilizado combustível de competição E20, com 20% de bioetanol
A recuperação de energia também teve um upgrade. Em 2017, na passagem do WEC por Spa-Francorchamps, foram recuperados 6,37 megajoules…
Desta vez foram 8,49 megajoules. Isto significou mais 10% de capacidade, passando dos 400 para os 440cv.
Fazendo as contas, foram 260cv suplementares para o Porsche 919 Hybrid Evo
Foram ainda feitas alterações na aerodinâmica (+53% de downforce e 66% de eficiência), sistema de travagem, direção e braços da suspensão.
O peso foi reduzido em 39kg para um total de 849kg
Esta foi a primeira paragem do 919 tribute Tour, que tem ainda paragens agendadas em Nurburgring, Goodwood, Brands Hatch e Laguna Seca
Este é mais um feito para juntar a uma história já gloriosa no Mundial de Resistência
Foram três títulos de construtores e três vitórias nas 24H de Le Mans, consecutivas, entre 2015 e 2017

 

 

Descubra os 36 números-chave do Porsche 919 Hybrid

Veja ainda os segredos que fizeram deste híbrido um verdadeiro sucesso no WEC