MobiecoPolestar 2 Performance Pack

Publicidade

Segundo recall em um mês. Polestar 2 chamado de novo à oficina

Texto: Redação
Data: 30 de Outubro, 2020

Depois de uma primeira situação do género, ainda no início do presente mês, a nova marca de performance elétrica da Volvo, a Polestar, acaba de ser obrigada a fazer novo recall a grande parte das unidades Polestar 2 já entregues a clientes. Desta feita, devido a um componente defeituoso.

“A Polestar decidiu dar início a uma chamada voluntária às oficinas, por motivos de segurança, e a uma campanha de serviço, com vista à aplicação de uma série de atualizações nas unidades Polestar 2”, começou por divulgar, através de comunicado, a marca elétrica.

No entanto e segundo informações inicialmente avançadas pelo Automotive News Europe, o problema, que deverá afectar perto de 4.600 veículos Polestar 2, reside num componente defeituoso.

De resto e no mesmo comunicado, a Polestar revela que “o recall destina-se a substituir inversores com defeito, que foram aplicados na maioria dos veículos já entregues a clientes”. Com a marca a acrescentar que a substituição destes componentes pode ser feita, mediante uma simples passagem pelas oficinas oficiais da marca.

Recorde-se que a Polestar começou a entregar o Polestar 2 em julho de 2020, primeiramente nos países nórdicos, como a Suécia e a Noruega. Sendo, pouco mais de dois meses após começar a entrega dos primeiros veículos aos clientes, a marca elétrica da Volvo foi obrigada a fazer um primeiro recall, para resolver um problema de software nos carros.

LEIA TAMBÉM
Polestar 2. Chamada às oficinas para resolver problema de software

Segundo os relatos dos clientes, o problema, que afectava todas as unidades,  levara à perda de potência durante a condução. Algo que a marca explicou com uma anomalia no software do módulo de controlo de energia da bateria.

O Polestar 2 é produzido na China, de onde é depois exportado, tanto para a Europa, como para os Estados Unidos da América. Sendo igualmente comercializado no mercado chinês.