Mobieco

Publicidade

Conheça os preços. Polestar 2 à venda em Portugal já a partir de maio

Texto: Redação
Data: 20 de Maio, 2022

A marca Polestar, subsidiária da Volvo, já existe desde 2017, mas só agora chega a Portugal. O protagonista é o Polestar 2, à venda a partir deste mês de maio, com preços a partir de 49 900€.

A Polestar nasceu com o coupé Polestar 1, um híbrido com uma potência combinada de 609 cv, produzido entre 2019 e 2021.

Agora, o modelo central deste novo construtor focado nos elétricos é o Polestar 2, revelado em fevereiro de 2019. Um hatchback de 5 portas e 4,6 m de comprimento, que poderá ser encomendado em Portugal a partir do dia 24 de maio de 2022.

Depois do 1, um híbrido produzido entre 2019 e 2021, a Polestar lança-se em Portugal com o 2, um hatchback 100% elétrico
Depois do 1, um híbrido produzido entre 2019 e 2021, a Polestar lança-se em Portugal com o 2, um hatchback 100% elétrico

Os preços começam nos 49 900€ mas ainda sem contabilizar eventuais incentivos fiscais.

O que recebe o comprador em troca deste valor?

O Polestar 2 é um fastback elétrico que tem como principal adversário o Tesla Model 3. Assume no entanto um posicionamento mais premium, na senda da marca-mãe Volvo.

Desta recebe também a orientação estilística simples mas sofisticada, o acolhimento interior, mais tradicional e acolhedor do que a frieza quase assética dos Tesla, mas apostando talvez ainda mais nas tecnologias de conectividade e na simplicidade de utilização.

LEIA TAMBÉM
Com o 3 ainda por chegar. Polestar 4 será um crossover EV apontado ao Macan

Lançado nos mercados originais da Polestar em meados de 2020 com dois motores elétricos e alta especificação, o Polestar 2 trouxe a conveniência e a tonalidade de desempenho exibida pela primeira vez pelo Polestar 1 para um público mais amplo.

O Performance Pack opcional permitiu que os condutores mais entusiasmados desfrutassem de uma experiência melhorada com a instalação de amortecedores Öhlins Dual Flow Valve ajustáveis manualmente, travões Brembo de 4 pistões, rodas de liga leve forjada e, naturalmente, os detalhes dourados exclusivos da Polestar por dentro e por fora.

O Polestar 2 é anunciado como um “driver’s car” e tem uma versão de 300 kW (408 cv) e 660 Nm de motor duplo como modelo topo de gama.

O Polestar 2 é anunciado como um 'driver's car', com versões de motor único e dual motor
O Polestar 2 é anunciado como um ‘driver’s car’, com versões de motor único e dual motor

Versões de motor único estão também disponíveis,  numa gama nacional que inclui três variantes – Motor duplo de longo alcance (402 cv/ 660 Nm), motor único de longo alcance (230 cv/ 330Nm) e motor único de gama padrão (220 cv/ 330 Nm) – que combinam com três pacotes opcionais – Pilot, Plus e Performance .

Google integrado e de série

O Polestar 2 apresenta um sistema de infoentretenimento com o Google incorporado e que não necessita de qualquer subscrição de plano de dados. Desenvolvido em colaboração com a Google, inclui Google Assistant, Google Maps e a Google Play Store, anunciando os melhores sistemas de voz e navegação do mundo.

A interface de utilizador é personalizada para o Polestar 2, desenvolvida internamente. Um ecrã central muito intuitivo e um operador de comandos por voz bastante eficaz fazem toda a diferença na simplicidade de utilização deste Polestar.

O Polestar conta com um sistema de infoentretenimento desenvolvido em conjunto com a Google
O Polestar 2 conta com um sistema de infoentretenimento desenvolvido em conjunto com a Google, disponível também em Portugal

As “arestas a limar” são, claramente, a falta de espaço para ocupantes, principalmente para a cabeça de quem se senta atrás. A causa principal está na espessura da bateria colocada sob o piso, combinada com a fisionomia baixa do carro.

Um problema que será certamente resolvido com o lançamento do Polestar 3, um SUV agendado para dentro de um ano.

A reduzida visibilidade traseira é outro handicap, devido ao formato estreito do óculo e à pouca superfície vidrada.

Um grande tejadilho panorâmico em vidro (sem cortina) está disponível em opção e que pode receber como extra uma pouco prática cortina desmontável.

Com um interior vegan como padrão, os materiais são muitos deles reciclados mas a sensação é luxuosa e cara, bastante envolvente e confortável. A qualidade de construção denuncia a cumplicidade com a Volvo, tanto pela ausência de ruídos-parasita, mais difíceis de disfarçar no ambiente interior silencioso de um elétrico, como pela precisão e solidez da montagem.

O modelo de estreia da Polestar em Portugal aposta num interior vegan, mas que também não esconde a cumplicidade com a Volvo
O modelo de estreia da Polestar em Portugal aposta num interior vegan, que também não esconde a cumplicidade com a Volvo

Ao volante

Instrumentação digital configurável e vários programas de regeneração por via da desaceleração e do peso da direção permitem configurar o feeling de condução, sempre com a pujança habitual dos elétricos em termos de agilidade e performance, como confirmámos ao volante da versão mais potente de dois motores e nível de equipamento Performance, durante cerca de 100 quilómetros.

Acelerações de 0-100 km/h 4,7 segundos (7,4 s no de motor simples) e recuperações igualmente fulgurantes garantem divertimento quando possível, com uma suspensão de taragem firme a controlar as oscilações da carroçaria, disfarçando assim o elevado peso do carro em curva.

No modo de regeneração normal (por defeito), é possível conduzir apenas com o pedal do acelerador, bastando aliviá-lo para que o carro trave, regenerando energia. Na cidade é muito útil, fora dela é demasiado, sendo conveniente optar pelo modo soft, ou mesmo desligá-lo em autoestrada.

O Polestar dual motor anuncia uma autonomia de 470 km, já segundo a norma WLTP
O Polestar dual motor anuncia uma autonomia de 470 km, já segundo a norma WLTP

 A marca anuncia para este “dual motor” (tração integral com um motor em cada eixo) de 300 kW uma autonomia de 470 km (WLTP). O valor pareceu-nos bastante realista, graças à bateria de 78 kWh de capacidade (a versão standard de motor único tem uma bateria de 69 kWh) e que demora uns 35 minutos a recarregar num posto trifásico que forneça os 150 kW de potência de carga aceite pelo sistema do Polestar 2.

Fabricado em Lugiao

Posicionando-se também, alegadamente, como uma alternativa a um BMW, Mercedes ou Audi, o Polestar 2 é fabricado numa unidade de produção partilhada em Luqiao, China, e exportado para mercados na Europa, América do Norte, China e Ásia-Pacífico.

O quartel-general da marca está sediado na Suécia, em Gotemburgo, tal como a própria Volvo (esta pertencente ao grupo chinês Geely).

Assumindo-se como uma alternativa aos premium alemães, o Polestar 2 é fabricado em Luqiao, na China
Assumindo-se como uma alternativa aos premium alemães, o Polestar 2 é fabricado em Luqiao, na China

Já o centro de Investigação e desenvolvimento da marca está localizado em Inglaterra.

Disponível a partir de 23 de maio

Quem quiser encomendar um Polestar 2 em Portugal poderá fazê-lo no site da marca a partir do dia 23 de maio, estando as primeiras entregas previstas para outubro deste ano.

A rede de assistência inclui neste momento 30 locais a nível nacional, todos eles integrados na rede Volvo.