Opel Grandland híbrido já é conhecido

Texto: Nuno Fatela
Data: 13 Maio, 2019

Foi revelado o modelo que dá a partida para a total eletrificação da gama Opel, a estar concluída em 2024. O Opel Grandland híbrido tem 300cv de potência e anuncia consumos desde 2,2 l/100km

Está dado o arranque para a ofensiva elétrica da Opel. Depois do anúncio de que o Grandland X híbrido e o Corsa elétrico seriam as primeiras apostas, chegou agora a versão mais ecológica (e simultaneamente a mais potente) do SUV. São 300cv obtidos de uma combinação de três motores, que depois são canalizados para as quatro rodas de forma a garantir tração integral. E com uma autonomia de emissões 0 de 50km, o Opel Grandland híbrido consegue cumprir sem qualquer poluição dos escapes os trajetos quotidianos da maior parte dos condutores.

A base desta versão Grandland X Hybrid4 está no motor 1.6 gasolina com 200cv. A ele junta-se um motor elétrico dianteiro, colocado junto da transmissão automática elétrica de oito velocidades, e um outro propulsor elétrico que está no eixo traseiro na companhia de um diferencial. Para alimentar estes dois motores elétricos a Opel colocou uma bateria de 13,2 kWh sob os bancos traseiros, que pode ser totalmente recarregada em 1 hora e 50 minutos. O resultado desta combinação são consumos mais reduzidos, que no ciclo de homologação WLTP estão numa média de 2,2 l/100km.

 

Conduzir com um pedal

A marca alemã destaca a tecnologia “One Pedal Driving” do Opel Grandland híbrido. Ou seja, conduzir apenas com um pedal. Sem embraiagem, já que a transmissão é automática, a Opel afirma que graças à possibilidade de ir gerindo a força da travagem regenerativa também deixa de ser necessário, em muitos momentos, recorrer ao travão. O fabricante germânico explica que “o travão-motor do rotor elétrico é de tal maneira elevado que, em tráfego normal, o condutor não necessita de recorrer ao pedal de travão para reduzir a velocidade até imobilizar o automóvel”. E segundo as suas contas, esta regeneração pode exponenciar em 10% a capacidade das baterias.

A Opel explica que o Grandland X híbrido é responsável pelo arranque de uma grande ofensiva eletrificada da marca, que terá seguimento no próximo ano e meio com os Opel Corsa, Opel Zafira Life, Opel Vívaro, bem como o sucessor do Opel Mokka X. Todos eles com versões alimentadas por baterias, sejam elétricos ou híbridos. O novo Opel Grandland híbrido vai estar disponível para encomenda dentro de semanas e as primeiras entregas estão agendadas para o arranque de 2020.

 

Veja também:

Opel Corsa: últimas afinações (com vídeo)
Mangualde ganha produção do Opel Combo
Opel aposta forte no Mokka X em Portugal
Conheça os preços do Opel Grandland X, que chega já em novembro
Revolução em doze meses: A Opel sob comando da PSA

 

Partilhar