Opel Corsa: 5ª geração atinge as 750 mil unidades

Texto: Miguel Policarpo
Data: 2 Maio, 2017

A quinta geração do Opel Corsa, comercializada desde 2014, alcançou as 750 mil unidades produzidas, mantendo o estatuto de um dos modelos mais vendidos na indústria automóvel.

O primeiro Opel Corsa data de 1982, ano em que o fabricante alemão lançou um modelo que iria ser um marco para a Opel e para o mundo automóvel, com mais de 13 milhões de unidades produzidas divididas entre 5 gerações. A atual codificada por “Corsa E”, chegou às 750 mil unidades nos seus 3 anos de existência.

“O Corsa é um dos nossos modelos mais importantes, representando atualmente cerca de um quarto do volume de vendas da Opel”, assume Peter Küspert, Vice-Presidente de vendas e pós-vendas da Opel/Vauxhall, destacando a versatilidade do modelo: “dependendo da versão, é o automóvel perfeito para muita gente, desde os jovens solteiras a famílias”.

O sucesso do Opel Corsa tem sido sublinhado através da conquista de uma extensa lista de prémios, mais recentemente pela distinção “Utilitário do Ano de 2016” na Irlanda, o título de “O campeão de Valor 2015” na Alemanha e o prémio europeu AUTOBEST “Melhor Compra 2015”.

A Opel oferece em Portugal uma gama com 22 versões diferentes do modelo e 6 motorizações disponíveis, disponível a partir dos 14.540 euros.

Aproveitamos a ocasião para fazer um rescaldo do percurso do Opel Corsa.

Uma história em 5 capítulos

Corsa A, a primeira Geração – 1982 a 1993

O primeiro corsa foi produzido em 1982 à margem da ideia de um ‘irmão mais pequeno´do Kadett. De 3,62 metros de comprimento, sobrassaiam os guarda-lamas ao estilo de carros de ralli. Sobre a tutela do designer chefe do projecto, Erhard Schnell, a Opel lança um automóvel utilitário com linhas desportivas. Entre as versões, destacava-se a versão GSi, co m100 cv. No total, a Opel produziu 3,1 milhões de unidades.

Corsa B, a segunda geração – 1993 a 2000

A marca apostou na conquista do público feminino. Hideo Kodama, responsável pelo desenho do modelo, concebeu um automóvel mais arrendondado e sofisticado apoiado nas mais recentes tecnologias da altura: ABS, proteção contra embates laterais e inclusão de airbags frontais. A opel lançou três variantes, a Station, a Wagon e a Pick-up. Os motores incluiram a tecnologia de injeção de gasolina e catalisadores e as versões diesel acrescentavam um turbocompressor, sendo que o topo de gama, o GSi, veio equipado com um motor de 16 válvulas de 1.6 l. Foi o Corsa mais vendido em todo o mundo, superando as 4 milhões de unidades vendidas.

Corsa C, terceira geração – 2000 a 2006

De novo à boleia do designer Hideo Kodama, o Corsa C ganhou maiores dimensões, com o comprimento aumentado em 10 cms, e um habitáculo consideravelmente maior. Estrou-se a gama de motores ECOTEC a gasolina, assinalando a vertente dos consumos como uma das apostas da Opel. Este modelo destacou-se pela eficiência nos consumos e nas baixas emissões, cumprindo as normas de emissões Euro 4. Foram produzidas 2,5 milhões de unidades.

Corsa D, quarta geração  – 2006 a 2014

A Opel procurou diferenciar as características das variantes de 3 e 5 portas do Corsa D. Um coupê invocando a dinâmica desportiva e um espaçoso automóvel familiar de 5 portas. Este modelo incluiu pela primeira vez o sistema Start/Stop e a tecnologia ecoFlex, reforçando a eficiência dos motores como na geração anterior. Alcançou os 2,5 milhões de unidades comercializadas.

Corsa E, quinta geração – desde 2014

A geração que faz título à nossa notícia. Atingiu as 750 mil unidades produzidas e promete ombrear com os números de vendas das gerações anteriores. É produzido nas fábricas da Opel em Saragoça, Espanha, e Eisenach, Alemanha. Ironicamente, é também de Eisenach que o modelo Opel Adam passa pelas linhas de montagem, o irmão mais pequeno do Corsa, à semelhança do que aconteceu no caso do Corsa com o Kadett.

 

Partilhar