Novo Mercedes GLB chega em dezembro

Texto: Ricardo Machado
Data: 21 Novembro, 2019

A plataforma do Mercedes Classe A não para de nos surpreender. Não contente com as inúmeras variações do mais pequeno Mercedes, entre elas o crossover GLA, a marca da estrela acaba de apresentar o GLB. Parece mais uma acha para a fogueira dos SUV compactos, mas vai ocupar o vazio existente entre o GLA e o GLC.

Esticando a distância entre eixos até aos 2829 mm, a maior da atual geração de modelos compactos do construtor, a Mercedes criou um habitáculo espaçoso, com capacidade de transportar até sete ocupantes. Opcional, a terceira fila de bancos é fácil de montar e, sem surpresas, a sua utilização não é recomendada a adultos.

Movendo-se ao longo de uma calha de 14 cm, a segunda fila de bancos permite jogar com o espaço para as pernas dos ocupantes dos lugares posteriores. As costas destes assentos podem ser rebatidas (40:20:40) para ampliar os 570 litros da bagageira até um máximo de 1805 litros.

À frente, o arsenal eletrónico do Classe A é servido com uma imagem mais radical. Isto equivale a dizer que o par de ecrãs que prolonga o painel de instrumentos até ao centro do tablier se encontra numa posição muito mais baixa que o habitual. Os bancos elevados criam uma posição de condução dominante, que nada tem em comum com as demais baseadas na mesma arquitetura.

Esta realidade é válida também para o novo GLB 35 4Matic. Este, ao contrário da restante gama, cujo lançamento nacional acontece já em dezembro, tem estreia agendada para maio. Na bagagem, traz um motor de dois litros e 306 cv, associado à caixa de dupla embraiagem AMG Speedshift DCT 8G, e uma afinação específica AMG do sistema de tração integral 4Matic.

Na base da gama encontra-se o GLB 200 (42 900 €). Utilizando o motor 1.3 de quatro cilindros e 163 cv é o único GLB limitado à tração dianteira. Esta versão é também a única a utilizar a caixa 7G-DCT, estando as restantes motorizações, com a exceção do 35 AMG, associadas à transmissão 8G-DCT.

Com dois litros e 224 cv, o GLB 250 4Matic (52 350 €) tem sempre tração integral, tal como o GLB 220 d 4Matic (57 200 €), com motor de dois litros e 190 cv. Já a versão de 150 cv do mesmo bloco de quatro cilindros, GLB 200 d (49 100 €), pode ter tração dianteira ou integral. Por fim, a versão de 116 cv, GLB 180 d (42 350 €), com tração dianteira.