Publicidade

Novo ‘Chairman’ da Aston Martin ‘namora’ Mercedes

Texto: Filipe Bragança
Data: 31 de Janeiro, 2020

O bilionário canadiano Lawrence Stroll, é o novo ‘Chairman’ da Aston Martin, após ter se tornado no sócio maioritário com 16,7% das acções. Este pode ser o primeiro passo na construção de uma esquadra de F1 da Aston, desenvolvida sobre os alicerces da Mercedes.

Lawrence Stroll acaba de realizar um negócio que vai dar muito que falar. No seguimento das notícias que dão contra da intenção da Mercedes abandonar a Fórmula 1, o bilionário canadiano acaba de lançar a sua cartada.

A Aston Martin tem em cima da mesa a possibilidade de assimilar a equipa da F1 da Mercedes, caso o seu abandono se confirme. Se assim for, os accionistas da Aston Martin irão tirar os dividendos desta compra.

Ciente desta possibilidade, o bilionário canadiano Lawrence Stroll, acaba de adquirir 16,7% dos direitos da Aston pelo valor de 182 milhões de libras, o equivalente a 216 milhões de euros. O canadiano também sucede a Penny Hughes, no cargo de Director.

Lawrence Stroll Racing Point
Lawrence Stroll no Paddock com a sua equipa de F1

Stroll, que tinha a sua própria equipa de F1 (Racing Point) à venda, parece ter encontrado uma solução. De acordo com as notícias mais recentes, os direitos da Racing Point incluíram-se no negócio. Isto significa, que a partir de 2021, a Racing Point deixará de existir, fundindo-se com a Aston Martin.

Com os olhos postos na Mercedes

Lawrence Stroll podia ter feito esta manobra, como uma simples forma de investir o capital sua equipa de F1, que já se encontra para venda. Só que as noticias mais recentes, sugerem que Stroll possa já estar a pensar mais além.

Mercedes F1 2019 Header
Mercedes F1 2019

Caso os astros se alinhem, e a Mercedes se venha a fundir com a Aston Martin, Stroll pode vir a ter um retorno ainda mais aliciante. Mas por enquanto, a única mudança é na direcção, já que Andy Palmer irá se manter como CEO, da marca britânica.

VEJA TAMBÉM
Caiu a bomba. A Mercedes está em vias de deixar a F1

Fonte: Autocar