Nissan torna o invisível… visível

Texto: Nuno Fatela
Data: 4 Janeiro, 2019

Esta tecnologia terá estreia mundial na CES e mostra como no futuro a Nissan quer permitir aos condutores “ver o invisível”.

A fusão entre o mundo real e virtual, ou I2V (Invisible to Visible), para a derradeira experiência de mobilidade. Esta é a promessa para o futuro que a Nissan nos deixa na CES 2019, com uma imersiva experiência 3D que vai antever como nos tempos vindouros as ligações do automóvel ao exterior vão permitir ao condutor ver… mais do que os seus olhos veem. Simplificando, a Nissan quer oferecer a capacidade para ver o invisível.

A Omni-Sensing Technology é a base, num sistema que analisa em permanência a envolvência do veículo e combina esses dados com informações do trânsito em tempo real. Em conjunto com os apoios de condução semi-autónoma Pro-Pilot, o resultado é um mapa a 360º em redor do veículo, com alertas sobre tudo o que tem impacto no cenário do trânsito. Até mesmo o que se esconde atrás de paredes ou outros automóveis. E, como a ligação ao exterior é fulcral, as capacidades de conetividade e inteligência do automóvel até lhe vão permitir viajar acompanhado de hologramas com Avatares e imagens de amigos ou família, evitando que faça as viagens sozinho.

Esta tecnologia vem tornar também a condução mais segura, pois fornece informações para facilitar a navegação mesmo em rotas que desconheça. E, além disso, pode projetar linhas para o guiarem nas trajetórias mais complicadas (como a WayRay que a Porsche e Hyundai ponderam usar, por exemplo) e ainda vai mais além, permitindo-lhe reservar um piloto profissional para que seja o seu instrutor pessoal.

Para diminuir o tempo de viagem, são ainda fornecidos dados como rotas alternativas e indicações, em engarrafamentos, sobre qual a via que circula com mais fluidez. Algo que será seguramente bem importante para os condutores que passam a vida a trocar de faixa quando há trânsito congestionado. Para finalizar, destacamos como em modo autónomo será possível alterar a paisagem nos ecrãs dos vidros, até mesmo transformando um escuro dia de inverno numa solarenga tarde de verão. Ou, como diz a Nissan, “ver o invisível”…