Nissan Micra tem mais argumentos


Data: 1 Fevereiro, 2019

A Nissan reforça os argumentos da gama Micra com a introdução de dois novos motores, transmissão automática e uma versão de vocação desportiva. Os preços começam nos 15 500€.

 

O Nissan Micra é já um dos modelos preferidos para aqueles que procuram um citadino com qualidade, tecnologicamente evoluído, uma aparência moderna e original e igualmente competente na “selva” urbana, como na satisfação das necessidades familiares. Isto mesmo ficou bem evidente no teste completo a que já submetemos o novo Micra.

A este invulgar conjunto de argumentos juntam-se agora duas novas motorizações, bem como a transmissão automática e uma versão desportiva. No primeiro caso o bloco de três cilindros, com 1.0 litros (71 cv) passa a dispor de uma versão mais potente (100 cv) resultado da utilização de um turbocompressor, admissão variável e alterações ao nível da gestão eletrónica. Este motor substitui o bloco de 0.9 litros de 90 cv e além do ganho ao nível da potência destaca-se, igualmente, pelo aumento do binário (mais 20 Nm, para 160 Nm) e uma redução dos consumos que pode chegar aos 0,7 litros aos 100 km (4,5 litros aos 100 km em ciclo WLPT). A maior disponibilidade expressa-se na condução e é testemunhada pela aceleração de 0-100 km/h em 10,9 segundos (1,2 segundos melhor do que o motor agora substituído). O preço começa nos 16 350€ e por mais 1200 € é possível optarmos pela transmissão automática CVT que  foi revista para proporcionar uma resposta mais rápida e um maior conforto de utilização.

Além desta nova versão de 100 cv, o Micra conhece uma nova motorização, também de três cilindros e 1.0 litros mas que deriva não do bloco anterior mas do mais evoluído quatro cilindros de 1,3 litros, partilhado por toda a Aliança (Renault, Nissan e Mitsubishi) e pela Mercedes. Trata-se de um bloco que recorre às tecnologias de construção mais avançadas, com destaque para aquelas que permitem reduzir as vibrações e favorecer a dissipação das fontes de calor. Mesmo “perdendo” um cilindro e reduzido a cilindrada para 1.0 litros, estamos perante um dos blocos mais evoluídos do momento, destacando-se a colocação do injetor no centro do cilindro, recurso a admissão variável, sobrealimentação e injeção direta, com uma bomba de alta pressão (250 bar), que proporciona uma queima mais eficaz. A potência chega aos 117 cv enquanto o binário máximo alcança os 180 Nm a 1750 rpm. Apenas disponível com caixa manual de seis velocidades, esta versão do Nissan Micra precisa de 9,9 segundos para alcançar os 100 km/h e anuncia um consumo combinado de 5,9 litros aos 100 km. A partir de 17 300€, as versões equipadas com este motor mais potente recebem afinação específica ao nível da suspensão (a altura ao solo é inferior em 10 milímetros) e direção, a pensar num “feeling” mais desportivo.

Para levar esta “ambição” desportiva ainda mais além, passa a estar disponível uma versão N- Sport, com jantes de 17 polegadas com “apontamentos” em carbono, que são replicados nas capas dos espelhos retrovisores e faróis de nevoeiro, enquanto no interior destacam-se os revestimentos dos bancos em couro e Alcantara e molduras brancas nas condutas de ventilação. A versão N- Sport pode contar com a motorização de 100 cv (19 150€) ou de 117 cv (20 100€). Para todas as versões está disponível, em opção, a câmara de visão traseira, o sistema de som Bose e o sistema Connect com todas as funcionalidades de conectividade mais avançadas.