Mobieco

Publicidade

Nissan e Galp participam em projeto V2G nos Açores

Texto: Carlos Moura
Data: 5 de Agosto, 2020

Um frota de veículos elétricos da Nissan tem vindo a injetar energia na rede de electricidade dos Açores, ao abrigo de um projeto piloto para testar tecnologia Vehicle-to-Grid, liderado pela Galp.

Uma frota de dez veículos elétricos Nissan LEAF e e-NV200 da Eletricidade dos Açores está envolvida num projeto piloto da tecnologia Vehicle-to-Grid (V2G) que permite o carregamento da bateria e a sua utilização para fornecimento de energia à rede elétrica.

O projeto está em curso desde abril e já permitiu injetar na rede cerca de 13,4 MWh, energia equivalente ao consumo médio de 15 casas por dia.

Assente numa lógica de fluxos de energia bidirecionais, a tecnologia permite o carregamento da bateria do automóvel ou, em alternativa, que essa mesma bateria seja uma fonte para fornecer energia à rede elétrica.

Este projeto piloto tem o objetivo de contribuir para a criação de um enquadramento legal que permita passar de uma fase piloto para a exploração comercial num curto espaço de tempo, permitindo a implementação de novos modelos de negócio e novas abordagens para o mercado elétrico.

Novos modelos de negócio

O projeto V2G é liderado pela Galp e conta ainda com a participação entidades como a Eletricidade dos Açores (EDA), a Nissan, a Nuvve, a MagnumCap, a DGEG, a Direção Regional de Energia dos Açores e a ERSE.

Este piloto atualmente em curso na ilha de São Miguel é o primeiro a ocorrer em Portugal com uma escala de nível europeu.

LEIA TAMBÉM
Nissan Fórum para a Mobilidade Inteligente 2020. A força de uma visão

Segundo a Nissan, a tecnologia V2G, disponível de série nos modelos LEAF e e-NV200, possibilita o acesso a tarifas de energia elétrica mais competitiva para os proprietários dos automóveis, assim como uma receita associada à prestação de serviços à rede elétrica.

Além disso, esta tecnologia também oferece a possibilidade de estabilização da rede elétrica, contribuindo para uma maior penetração de energias oriundas de fontes renováveis através, por exemplo, do carregamento da bateria do veículo elétrico durante o período noturno, aproveitando excedentes de energia eólica.