Mobieco

Publicidade

Condução semi-autónoma. NIO obriga clientes a fazer teste antes da utilização

Texto: Francisco Cruz
Data: 26 de Agosto, 2021

Consequência do despiste de um ES8, numa altura em que seguia em modo de condução semi-autónoma, a marca chinesa de veículos elétricos acaba de impor, ao seus clientes, uma exigência ímpar: todos os que desejem beneficiar da tecnologia de condução autónoma, presente nos automóveis NIO, vão ter de, primeiramente, ser aprovados, através de um teste criado pelo fabricante.

Denominado ‘Navigate on Pilot’, o sistema de condução semi-autónoma criada pela NIO, para os seus automóveis, foi recentemente colocada em xeque, na sequência do despiste de um ES8, que resultou na morte do condutor chinês de 31 anos. Sendo que, na altura do acidente, o carro seguia com o sistema de condução semi-autónoma accionado.

Precisamente com o propósito de evitar a repetição de situações como esta, a qual terá resultado do facto do condutor ter abdicado, por completo, de manter a atenção na estrada, o fabricante chinês decidiu passar a exigir, a todos os clientes, um teste, em terão obrigatoriamente de ter aprovação, para, a partir daí, poderem desfrutar do pacote completo – condução semi-autónoma incluída – de assistências à condução.

NIO ES8
NIO ES8

Proposto através de uma mera aplicação a descarregar nos smartphones dos proprietários de veículos NIO, este teste consiste, segundo avança o site Electrek, num vídeo de seis minutos, em que é não só explicada a finalidade e competências do sistema ‘Navigate on Pilot’, como também o facto deste ser um complemento à direcção assistida, e não um sistema de condução 100% autónomo.

LEIA TAMBÉM
Portugal a seguir? Chinesa Nio anuncia entrada em mais 5 países após Noruega

No vídeo, a NIO alerta, ainda, os condutores, para a necessidade destes estarem permanentemente alertas, quando ao volante, e prontos para assumir o controlo do carro, a qualquer momento. 

Finalmente e uma vez ultrapassadas estas etapas, os clientes têm ainda de responder, correctamente, a um conjunto de dez questões de escolha múltipla. Sendo que, em caso de aprovação, receberão, então, os necessários 200 créditos NIO, com os quais poderão ter acesso ao sistema ‘Navigate on Pilot’, uma tecnologia semelhante, por exemplo, ao AutoPilot da Tesla.