Neo pode ser o nome do primeiro elétrico ID

Texto: Nuno Fatela
Data: 23 Agosto, 2018

A Volkswagen está cada vez mais perto de dar início à sua nova ofensiva no campo dos elétricos, e o primeiro modelo pode ter o nome de ID NEO.

Em 1999 estreou um filme que nos mostrava um novo mundo, totalmente apocalíptico, em que os humanos lutavam contra o domínio das máquinas e ainda tinham de fugir numa realidade virtual do perigoso Mr. Smith, na famosa saga Matrix. Este filme catapultou para a fama Keanu Reeves, que protagonizou o papel do herói da trilogia, Neo. Agora, embora sem que o cenário seja de caos, podemos ter novamente o NEO como o nome de um herói, mas neste caso da introdução dos elétricos do Grupo VW, a submarca ID. Segundo foi agora noticiado pela AutoExpress, o primeiro elétrico da marca alemã, um compacto que a marca pretende que esteja colocado a preços acessíveis, poderá vir a ser conhecido como o Volkswagen ID Neo.

 

Previsto para apresentação em 2019, e com as primeiras entregas a ocorrem no ano seguinte, este modelo vai colocar sob a sua mira o Tesla Model 3. O objetivo é conseguir um  preço altamente competitivo, que poderá estar num patamar similar ao do VW Golf com motor diesel.Produzido a partir de uma nova plataforma dedicada aos veículos de emissões 0 do Grupo VW, a MEB que será a base para modelos com autonomias entre 400km e 600km e carregamentos até 80% da bateria em 30 minutos, este ID Neo será o primeiro de uma gama completa, da qual já foram desvendados vários outros concepts. Segundo o que tem sido antevisto nesses protótipos, a gama de elétricos da marca alemã contará também com uma Minivan, (pelo menos) um SUV e ainda um sedan.

Em termos estéticos, este ID Neo não deve fugir muito das formas do concept que foi apresentado no Salão de Paris de 2016 e cuja foto aparece na abertura deste artigo. Já no interior, devem existir algumas diferenças. O que deve estar garantido é um interior bastante espaçoso, algo que foi levado a um ponto tão extremo no protótipo que agora a marca até pondera aproximar mais o tablier do condutor para que este não se sinta tão “despido” e exposto no habitáculo. Outra grande preocupação está na escolha dos materiais, com a marca a esforçar-se ao máximo para que eles sejam calorosos [do inglês ‘warm’] e, portanto, agradáveis aos utilizadores. Em termos tecnológicos, mesmo com a marca a deixar cair a ideia de eliminar o painel de instrumentos e ter apenas um head-up display, espera-se que este compacto seja bastante evoluído. Isso pode significar capacidades alargadas de conetividade e de condução autónoma para o Volkswagen ID Neo, caso se venha a confirmar que este é o nome final do modelo que arranca com a ofensiva elétrica do fabricante germânico.

 

Veja também:

Volkswagen ID chegam em novembro de 2019
Carocha pode tornar-se elétrico
Volkswagen Golf com 1200cv estabelece recorde
Tiguan e Touran chamados às oficinas

Partilhar