Muda de sexo para enganar seguradora

Texto: Miguel Policarpo
Data: 30 Julho, 2018

Um hino à originalidade e à persistência. Um homem (agora mulher) no Canadá quis ter um Chevrolet Cruze a todo o custo, mesmo que isso tivesse implicado mudar de sexo. Tudo por um seguro mais barato…

Quando o sonho fala mais alto não há barreiras, nem mesmo de identidade. “David”, nome fictício, é um jovem com cerca de 20 anos residente em Alberta, no Canadá, que sonhava ser o proprietário de um Chevrolet Cruze novo mas o seu histórico nas seguradoras não era o melhor, contando com uma colisão e “uma ou duas multas”. Junta-se a este “passado negro” o facto de que, no Canadá, os homens com menos de 25 anos pagarem um prémio mais alto no seguro automóvel em relação às mulheres, escreve o CBC. Foi altura de colocar a “cabeça a pensar” para David.

O jovem pediu uma simulação de seguro à sua companhia e ficou a saber que pagaria 4,500 dólares canadianos (cerca de 2,900 euros). Descontente, questionou qual seria o preço de um seguro idêntico mas para uma mulher. Nesse caso, o montante seria de 3,400 dólares canadianos, ou seja, menos 1,100.

Informando-se, David descobriu que bastaria um comprovativo de um médico em como, de agora em diante, o jovem passaria a ser uma mulher – perante a lei, não é necessária qualquer operação cirúrgica – uma vez que já não se identifica com o seu género. Alterar os documentos custou apenas uma centena de dólares canadianos e o jovem aproveitou, desta forma, uma gralha na lei. “Senti-me como se tivesse derrotado o sistema. Senti como se tivesse vencido”, disse David.

Desta forma, David, homem na realidade, mulher perante a lei, é o feliz proprietário de um Chevrolet Cruzer com um seguro mais barato, graças ao desconto de 1,100 dólares. Um jovem obstinado…

Partilhar