Publicidade

Fiel à combustão. Mini JCW estreia-se nas 24 Horas de Nürburgring

Texto: Francisco Cruz
Data: 21 de Maio, 2024

Embora no caminho da mobilidade exclusivamente elétrica, a verdade é que a Mini não está ainda pronta para abandonar de vez a combustão. A comprová-lo, o anúncio de uma nova geração John Cooper Works a gasolina, cuja estreia, embora ainda como protótipo, terá lugar nas próximas 24 Horas de Nürburgring, em junho.

Hoje em dia já disponível com motorização 100% elétrica e tendo como base o novo Mini Cooper SE, o qual anuncia, entre os seus atributos, uma potência máxima de 218 cv, aquela que também tem sido a versão mais desportiva do popular hatchback britânico, com o nome de John Cooper Works (JCW), prepara já nova geração. A qual, mesmo com as pressões dos legisladores, promete, agora, manter a combustão.

E quando dizemos “combustão”, não estamos, sequer, a falar de soluções conjugadas, tipo híbrido, mas, sim, um motor de combustão única e exclusivamente a gasolina, um Twin-Power Turbo que será, muito provavelmente, uma evolução do atual quatro cilindros 2,0 litros turbo, e, muito provavelmente, com mais potência e binário que os 231 cv e 320 Nm anunciados pelo atual propulsor. Com o acréscimo, ainda, de manter o “casamento” com outra solução que, também ela, ameaça tornar-se cada vez mais rara. nos dias que correm: uma caixa manual de seis velocidades.

LEIA TAMBÉM
Elétrico e funcional. Mini Aceman é o elétrico para os fãs do Clubman

No entanto e neste domínio em específico, a marca britânica já confirmou que pretende também disponibilizar, no modelo de produção, a transmissão automática, a qual, tal como a manual, enviará a potência apenas para as rodas da frente. Além de contar com uma suspensão revista e sistema de travagem evoluído.

Estreia nas 24 Horas de Nürburgring

De resto e porque a Mini pretende que o seu pequeno “hot-hatch continue a figurar como uma proposta repleta de emoção, resultante, igualmente, de uma capacidade de “ultrapassar os limites de velocidade e agilidade”, o construtor acaba de anunciar a intenção de, mesmo ainda antes de apresentação ao mercado, inscrever duas unidades do ainda protótipo, nas próximas 24 Horas de Nürburgring.

Partindo de uma base distinta do Cooper SE JCW, estes protótipos, a que a Mini dá o nome de “Mini John Cooper Works PRO” e cujas primeiras imagens foram agora divulgadas, apresentam-se num camuflado característico, que, na sua decoração, remete para circuitos famosos, numa alusão às vitórias dos Mini de corrida dos anos 60. Ao mesmo tempo que o número 37 faz alusão à vitória da marca, com um Cooper S, no Rallye de Monte Carlo de 1964.

Contudo, a camuflagem acaba não sendo suficiente para esconder a presença um body kit específico, a ajudar a um visual exterior ainda mais agressivo que no antecessor, pontuado, nestas unidades de corrida, com jantes em liga leve brancas de 17”, revestidas por pneus slick Pirelli PZero, e com um capot dianteiro com pinos de libertação rápida. Esta última, uma solução que, garantidamente, não transitará para o carro de produção, ao contrário e muito provavelmente, da colocação das saídas de escape montadas em posição central na traseira.

Em Nürburgring, o carro vermelho e branco, com o número 317, competirá na categoria SP T3, com a equipa Bulldog Racing, enquanto o Mini preto com número 474, equipado com tração manual, correra ma categoria VT-2.