Mini Clubman ganha novas armas

Texto: Nuno Fatela
Data: 16 Abril, 2019

Foi revelada a atualização da versão carrinha na gama do fabricante britânico. O renovado Mini Clubman surge com seis motores entre 102cv e 192cv, novas capacidades de personalização e um importante reforço das tecnologias

Lançado em 2015, o Mini Clubman é a opção com maior versatilidade de transporte na gama da marca britânica. Esta versão com 360l de bagageira, extensíveis até aos 1250l, ganha agora novas armas para rivalizar com os vários adversários no segmento dos compactos premium. A gama contempla na fase de lançamento (data ainda não indicada) três blocos a gasolina e três diesel, não sofrendo qualquer alteração, ficando as novidades reservadas para a estética (tirando também partido das capacidades de personalização Mini Yours) e especialmente no campo das tecnologias.

Motores, transmissões e suspensões

O Mini Clubman a gasolina surge nas versões One (102cv), Cooper (136cv) e Cooper S (192cv), a que se juntam os One D (116cv), Cooper D (150cv) e Cooper SD (190cv) a gasóleo. Eles podem surgir conectados, consoante as motorizações, com caixas manuais de seis ou automáticas Steptronic com sete ou oito velocidades. A exceção são os mais animados Cooper S e Cooper SD, que podem surgir com uma caixa automática desportiva de oito velocidades.

Outro dos destaques vai para a possibilidade de escolha entre três tipos diferentes de suspensão. Além da versão “base”, existe ainda a suspensão desportiva que reduz em 10mm a distância ao solo. Quem não queira levar mais além o ‘go-kart feeling’ e deseje um pouco mais de conforto, então a opção mais indicada será, provavelmente, a suspensão adaptativa com opção entre dois tipos de resposta nos amortecedores. Referência ainda para o facto dos Mini Clubman Cooper S e Cooper SD poderem trocar a tração dianteira pelo sistema ALL4.

Mais tecnológico e individual

Na estética do Mini Clubman são destacados os novos elementos de design, como a grelha e óticas redesenhadas, opcionalmente com Matrix LED mais poderosos, e as novas capacidades de personalização. Onde se incluem novas cores metalizadas, como o vermelho e o verde, e acabamentos em Piano Black. No interior segue-se a mesma tendência e não faltam opções para tornar cada Clubman num automóvel verdadeiramente único.

Destaque também para as novas capacidades tecnológicas. Como fica demonstrado pelo facto do ecrã de infotainment  com 6,5” passar agora a ser touch no nível Connected Navigation, facilitando a execução de diversas operações. Em alternativa, está contemplado um outro touchscreen com 8,8”. Um dos segredos está no facto do Mini Clubman surgir de origem logo com o cartão SIM integrado, que lhe garante conetividade 4G. Essa é a base para que, ao infotainment compatível com Apple Car Play, sejam adicionadas capacidades como o o e-call, navegação conectada com informação de trânsito e ainda o assistente pessoal – Concierge Service.

 

(As informações reveladas pela marca são relativas à gama internacional. Quando tivermos mais dados concretos relativos à oferta para Portugal, eles serão publicados no site e na Revista Turbo)

 

Veja também:

Mini 60 Years Edition revelado
Primeiros detalhes do novo Mini Electrico
Primeiras imagens do novo Mini John Cooper Works GP
Conheça o coração dos Mini no Dakar
Mini clássico recebe motor VTEC. O resultado é explosivo…