Publicidade

Mercedes planta pensamento ecológico no Parque da Pena

Texto: Nuno Fatela
Data: 29 de Janeiro, 2017

O Grupo Daimler, que detém as marcas Mercedes e Smart, deu uma ajuda nos trabalhos de reflorestação desta zona da Serra de Sintra.

Procurando ajudar a recuperar a paisagem do Parque da Pena, que foi afetada por violentas tempestades em 2013 e 2015, de que resultaram a queda de cerca de 2000 árvores, o Grupo Daimler (detentor da Mercedes e Smart) decidiu ajudar na reflorestação desta área da Serra de Sintra. Numa ação realizada no Regato das Perdizes, uma zona do Parque da Pena, 40 voluntários das empresas do grupo automóvel germânico ajudaram na plantação de 200 Pseudotsugas, um género de conífera semelhante aos pinheiros, que se caracteriza por um rápido crescimento e a possibilidade de permitir uma densa arborização.

Durante esta ação de reflorestação apoiada pela Daimler foram efetuadas, pela Parques de Sintra – Monte da Lua, demonstrações de trabalhos florestais apoiados por cavalos da raça Belga – Ardonnais. Esta foi uma oportunidade de dar a conhecer uma aposta da entidade que gere esta paisagem natural da Unesco, que passa pela reintrodução de técnicas tradicionais e ambientalmente sustentáveis. Entre as tarefas que os cavalos ajudam a cumprir encontram-se o transporte de madeira, recolha de resíduos, limpeza das estradas e também o apoio aos passeios de charrete.