Publicidade

Ineos compra 33% da equipa Mercedes de Fórmula 1

Texto: Carlos Moura
Data: 19 de Dezembro, 2020

A Ineos adquiriu 33% do capital da equipa Mercedes de F1, sendo as restantes ações repartidas pela Daimler e pelo austríaco Toto Wolff. Ao contrário do sugerido por alguns rumores, a equipa Mercedes de F1 irá continuar a participar na categoria máxima do automobilismo mundial. Pelo menos, nos próximos três anos…

A empresa química Ineos, que patrocina a equipa Mercedes de F1 desde a passada temporada, adquiriu 33% das ações da escudería que ganhou os últimos sete Campeonatos do Mundo. O austriaco Toto Wolff, que divide com a Daimler o resto das ações,continuará a liderar a equipa nos próximos anos.

Assim, a partir de agora, a equipa será detida em partes iguais por Toto Wolff, a Ineos e a Daimler. A Mercedes-Benz continuará a participar no Mundial de Fórmula 1 nos próximos três anos. 

Isto desfaz o rumor de que a Mercedes-Benz poderia estar a pensar em abandonar a Fórmula 1, mas este acordo reafirma o seu compromisso no escalão máximo do automobilismo mundial, embora reduzindo as ações na equipa. 

O campeão do mundo Lewis Hamilton, ao volante do Mercedes-AMG Petronas Motorsport, no Grande Prémio de Abu Dhabi de 2020

“Estamos encantados por dar as boas-vindas à Ineos como sócia da nossa empresa. É um sinal de força, termos conseguido atrair investidores de tanto prestígio como a Ineos, que vê um verdadeiro potencial para o crescimento futuro e o desenvolvimento da equipa”, afirmou Ola Källenius, Presidente do Conselho de Administração da Daimler AG e da Mercedes-Benz AMG. 

Novo capítulo na Mercedes-AMG Petronas F1

“Tenho o prazer de começar este novo capítulo com a equipa Mercedes-AMG Petronas F1. Esta equipa é como uma família para mim. Passamos juntos por tantos pontos altos e baixos que não posso imaginar-me a trabalhar com o melhor grupo de pessoas deste desporto e estou muito contente por continuarmos juntos nesta nova era”, refere Toto Wolff.

“É com grande prazer que dou as boas-vindas ao Jim, Andy e John (da Ineos) como co-proprietários da equipa. Eles construíram uma das empresas mais rentáveis do mundo e encarnam o verdadeiro espírito empresarial”.

LEIA TAMBÉM
Mercedes F1 tem eficiência térmica acima dos 50%

“A sua experiência permitirá fortalecer o nosso conselho diretivo nos próximos anos. Paralelamente, é um privilégio continuar a minha associação com o Olá, o Markus Schäfer e a Mercedes-Benz nos próximos anos. Estamos orgulhosos por termos contribuído para este prestigiante património automobilístico da marca desde o ano 2010 e partilhamos a ambição de que a organização cresça ainda mais nos próximos anos”, acrescentou. 

A segunda peça mais importante da equipa será Lewis Hamilton, que liderou a Mercedes F1 desde a sua chegada na temporada de 2013 e já conquistou seis títulos mundiais para a marca alemã.