Mercedes Classe S incorporará condução autónoma nível 3 em 2020

Texto: Miguel Policarpo
Data: 19 Janeiro, 2018

A condução autónoma tem sido uma tecnologia em que os fabricantes investem progressivamente e a Mercedes incorporará o nível 3 de condução autónoma no Classe S dentro de dois anos.

Em 2020, o futuro Mercedes Classe S já incorporará tecnologia de condução autónoma nível 3 como opção, segundo Ola Källenius, Diretor de Desenvolvimento e Pesquisa do fabricante germânico. Em declarações ao Autoguide, o responsável revela o investimento da Mercedes nesta tecnologia, acrescentando que o objetivo da marca também passa por  introduzir no mercado as primeiras aplicações de condução autónoma de nível 4 e 5 dentro de três anos.

O nível 3 de condução autónoma prevê que o veículo seja capaz de monitorizar os outros utentes da via, estando também preparado para realizar manobras que requerem resposta imediata, como por exemplo travagens de emergência. Ainda que seja indispensável a presença do condutor, o mesmo só será solicitado em caso de acentuada necessidade. A Society of Automotive Engineers Internacional define o nível 3 de condução autónoma como a possibilidade de o veículo assumir “todos os aspetos de uma condução dinâmica, com a expectativa de que o condutor responda apropriadamente em caso de ser solicitado para intervir”.

Esta “opção sensivel”, nas palavras de Källenius, terá um custo semelhante a outros pacotes opcionais do Classe-S, uma informação algo vaga mas que dá uma noção do futuro preço do nível 3 de condução autónoma neste Mercedes.


Nota: Imagens utilizadas no artigo referentes ao atual Mercedes Classe S Cabrio e Coupé.